Com o intuito de fortalecer e estimular o ecossistema de afroempreendedorismo no Brasil, foi lançado, no final de maio, o Afro Hub. Promovido pela Feira Preta, Afro Business e Diaspora.Black, com o apoio do Facebook, o programa irá fomentar o crescimento de negócios com o uso da tecnologia.

Para participar do processo de seleção, os empreendedores interessados deverão ser autodeclarados negros (segundo critérios do iBGE), possuir CNPJ e ter um negócio que já esteja em operação, testado os produtos mínimos de venda ou que possua uma operação com alguma receita mínima já gerada e ter disponibilidade para participar das etapas presenciais, como workshops e mentoria.

As inscrições são gratuitas e o formulário eletrônico está disponível no site até o 15 de junho de 2018. O resultado final da seleção dos negócios será enviado a todos os selecionados até o dia 18 de junho, e o programa terá início em 21 de junho de 2018, em São Paulo.

Nas etapas presenciais, os selecionados vão participar de encontros mensais de networking para apresentação, conversas facilitadas e troca de experiências com outros afroempreendedores de diferentes segmentos, além dos workshops, que serão divididos em 3 temas: 1º –  Facebook e Instagram Avançado; 2º: eCommerce, com NuvemShop; 3º: ChatBot, com Take.

Os empreendedores contarão ainda com sessões de mentoria exclusivas para cada negócio, com membros do Black@Facebook, sobre temas como Finanças, Measurement, HR, eventos, entre outros. Os organizadores lembram que não serão concedidos incentivos financeiros nem serão exigidas contrapartidas em participações de capital dos negócios. A previsão é que a primeira edição do programa termine em 11 de setembro de 2018.