A Universidade do Vale do Taquari e a Interact Solutions assinaram, na última quarta-feira, 4, um contrato de parceria que torna a empresa uma residente do Parque Científico e Tecnológico do Vale do Taquari (Tecnovates). A partir desta parceria, foi anunciado o Laboratório de Interação Multiprofissional e o Interact Bridges. As iniciativas visam a somar esforços para projetos que unem pesquisa, mercado e internacionalização, especialmente nas áreas da saúde, educação e gestão pública.

O reitor da Univates, professor Ney José Lazzari, ressaltou a importância da experimentação e do erros que possam ser aproveitados como aprendizagem e crescimento. “A Universidade também é um espaço para isso e só assim poderemos ter um ambiente de inovação efetivamente. Estamos criando uma matriz de pensamento, produtiva e de novos negócios e o Tecnovates deve ser uma prioridade para o Vale do Taquari e para Lajeado, não apenas para a Universidade”, avaliou ele.

A Diretora de Inovação e Sustentabilidade da Univates, doutora Simone Stülp, destacou que a parceria promove ainda mais a interação entre a Universidade e seu entorno e com a região. “Temos um ambiente preparado para a interação universidade-empresa, que é uma das formas de se contribuir para o desenvolvimento do país. Temos um ambiente de inovação que aproxima o conhecimento das demandas da sociedade e o dia de hoje é um marco quando falamos em modelos de parcerias com empresas”, disse ela. Sobre o Laboratório de Interação Multiprofissional, Simone afirmou que o seu foco será a internacionalização e a solução para projetos com demandas reais por meio da atuação de estudantes e profissionais das mais diversas áreas.

O  Diretor de Administração e Negócios da Interact, Fábio Frey, manifestou seu carinho pelo mês de abril, já que importantes empresas de tecnologia foram criadas neste mês, como a Microsoft, também em um 4 de abril, em 1975, e a Apple. “A Interact está materializando propósitos que foram definidos há 18 anos. Estarmos inserido, hoje, em um parque tecnológico e em um campus universitário tem um simbolismo muito grande, e também é um desafio”, afirmou ele. Frey disse ainda que participar de um ecossistema de inovação é estratégico e que o Interact Bridges vai integrar elementos como pesquisa e internacionalização. “Vamos trabalhar em um modelo de colaboração e cocriação com nossos clientes, fazer pontes com empresas, nos relacionar com as demais residentes do Tecnovates e contribuir para a Universidade”, finalizou ele.

A coordenadora administrativa do Tecnovates, Cíntia Agostini, apresentou o Laboratório de Interação Multiprofissional, destacando que o espaço físico será ocupado por estudantes, professores, profissionais, voluntários e intercambistas das mais diferentes áreas que possam contribuir para os projetos que têm prioridade nas áreas da saúde, da educação e da gestão pública.

O prefeito de Lajeado, Marcelo Caumo, afirmou que a rota de desenvolvimento do município passa pela realização de parcerias e a estabelecida entre a Univates, o Tecnovates e a Interact é um passo significativo nesse processo. “Muitas vezes existem soluções prontas que não atendem às demandas do governo municipal e talvez essa seja uma oportunidade de construirmos juntos, partindo do básico. Vamos contribuir com essa parceria para que Lajeado ganhe com isso e possa ser exemplo a outros municípios”, disse.