O The Founder Institute, maior programa de aceleração e lançamento de empresas em estágio inicial (early-stage) do mundo, anunciouaplicações em Belo Horizonte para o primeiro semestre de 2018. O projeto visa a ajudar empreendedores a refletir sobre cada aspecto de futuros negócios, desde a ideia central ao modelo de receita.

Divididos em sessões semanais, os encontros são conduzidos por mentores, normalmente CEOs ou fundadores de iniciativas de sucesso, que compartilham suas opiniões e delegam tarefas aos selecionados. Entre eles estão João Guilherme Gallo (diretor para Setores Público e Social do AppProva), Daniel Calonge (CEO da Monetus) e Conrado Abreu (cofundador da MaxMilhas).

Para aspirantes e empresários que estão dando os primeiros passos no ecossistema de startups, o desafio possibilita testar conceitos, criar equipe de funcionários, obter os primeiros clientes e aumentar o aporte financeiro. “Belo Horizonte será um dos lugares mais importantes do Brasil para empresas de DNA tecnológico. Queremos destravar o potencial de muitos talentos e relevar a força de trabalho da cidade, para construir companhias globais e movimentar o cenário econômico”, afirma Adeo Ressi, fundador e CEO do Founder.

Criado em 2009 e com sede em Palo Alto, na Califórnia, o FI já desembarcou na capital mineira, em 2016. São mais de 80 empresas aceleradas pelo projeto em solo brasileiro, com destaque para a região São Pedro Valley. Muitas conquistas e uma missão clara: “criar mais de cem mil empregos de alto nível país afora”, conta Nima Kazerooni, diretor executivo da entidade no Brasil. Além de Nima, o capítulo emBelo Horizonte será liderado por Janayna Bhering (CEO da SafeTest Diagnósticos e gerente de Negócios e Parcerias da Fundep) e Pedro Almeida (diretor de Investimentos e Inovação do Raja Valley).

O prazo para admissão no programa encerrou-se no dia 29 de março. No entanto, em 4 de abril, às 18h30, acontecerá um encontro aberto ao público sob o tema Startup Office Hours: Get Business Advice from Experts. “Todos são bem-vindos, basta mesmo é ser apaixonado por criação de empresas de tecnologia”, comenta Janayna Bhering.

Nesta edição, a organização americana também oferecerá duas bolsas para empresas de produtos voltados para o desenvolvimento social e ambiental. Os contemplados recebem acesso gratuito ao programa de aceleração, horário de trabalho especial com empreendedores de destaque, além de recursos para se projetar no mercado.