Já está disponível para acesso e participação o novo edital de ocupação do Worktiba Barigui. O espaço de trabalho colaborativo, concebido e inaugurado em março de 2017, abre 50 novas vagas para o desenvolvimento de projetos que possam ser aplicados na cidade de Curitiba.

Worktiba Barigui é o primeiro coworking público municipal do Brasil e seguiu a linha da sustentabilidade, requalificando um local subutilizado do Parque Barigui. O espaço reaproveitou móveis e equipamentos parados da gestão pública, aliado a um link de internet dedicado de alta velocidade, biblioteca e toda estrutura de apoio para desenvolvimento dos projetos.

O novo edital lançado na última sexta-feira desburocratizou o processo de seleção dos coworkers, que será feito em duas fases: na primeira será feito um pré-cadastro e a análise do projeto proposto e na segunda fase será analisada a documentação detalhada do proponente.

“Simplificamos o segundo edital, com o objetivo de ampliar a participação dos empreendedores, que trabalhando em conjunto, de forma criativa e colaborativa, fomentam seus projetos e negócios com aplicabilidade na cidade de Curitiba”, disse o presidente do Instituto Municipal de Administração Pública (Imap), Alexandre Jarschel de Oliveira.

Serão contemplados até 50 projetos inovadores com possibilidade de serem aplicados na cidade, preferencialmente de cunho social. A participação no edital é livre, desde que siga os critérios, datas e etapas estabelecidos no edital que já está disponível no site do Imap.

Os proponentes envolvidos nos projetos aprovados poderão utilizar o espaço e toda a estrutura descrita no edital durante o período de cinco meses, prorrogável por igual período, sem qualquer custo.

Referência

Worktiba Barigui se tornou referência de projeto de coworking público, servindo de inspiração para outros municípios do Paraná e outros estados do Brasil. Na próxima semana o espaço receberá a visita de mais uma comitiva, agora do estado de São Paulo para conhecer o espaço e entender como é concebido para uma possível implementação da proposta no município de Caraguatatuba.

Atualmente 11 startups estão no espaço desenvolvendo 26 projetos individuais ou em conjunto entre eles. O contrato com os atuais coworkers encerra nas próximas semanas e eles podem participar do novo edital, desde que se inscrevam e sejam aprovados.

Três startups deixaram o espaço antes do término do prazo, como é o caso da Prevention Vision Test. “Deixamos o Worktiba, mas por um bom motivo. Triplicamos de tamanho no período que estivemos aqui. As interações no espaço e o apoio que o Imap e os órgãos da Prefeitura nos deram foi um grande impulso e visibilidade”, explicou Juliano Santos, ex-coworker do Worktiba e fundador da Prevention. A empresa desenvolveu o Robô Adam equipamento capaz de fazer o pré-diagnóstico de problemas de visão presencialmente ou à distância.

Novos Worktibas

Mais três espaços estão em fase de projeto e montagem na cidade. Na última semana foi dado início ao projeto de requalificação de um espaço da Rua da Cidadania do Boqueirão para mais um espaço de coworking público do Worktiba da cidade.

O espaço terá como foco principal incentivar projetos relacionados com o polo têxtil e da moda da região, em um ambiente colaborativo de criação e desenvolvimento. Outro espaço Worktiba, este em fase de montagem física, é o Worktiba Cultural, que tem foco principal nos projetos relacionados aos produtores culturais e da economia criativa da cidade. O local está sendo montado dentro do Cine Passeio na Rua Riachuelo.

O terceiro, ainda em fase de projeto arquitetônico, deve ser implementado no Parque do Software na CIC, com foco no desenvolvimento de projetos relacionados à tecnologia e programação. Todos os novos espaços seguem o mesmo padrão de concepção e ocupação, incorporado ao novo layout com o mobiliário de pallets reciclados.