A 99, empresa brasileira de mobilidade urbana, implementou em todo o Brasil novas funcionalidades em sua plataforma com o objetivo prevenir incidentes de segurança. O aplicativo passou a pedir que os passageiros informem CPF ou cartão de crédito antes da primeira corrida. Além disso, a inteligência artificial que prevê incidentes no app foi aperfeiçoada. Trata-se de tecnologia de ponta que monitora corridas em tempo real e bloqueia chamadas perigosas.

As novidades foram implementadas nas inicialmente nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador, Fortaleza, Belo Horizonte, Porto Alegre e Santos, há três semanas. Agora, estão disponíveis em todo o país.

“Desde que as novas funções começaram a funcionar, no início do mês, a 99 diminuiu em 43% o número de incidentes nas plataformas”, afirma Leonardo Soares, Diretor de Segurança da 99.

Outras novidades estarão disponíveis nos próximos dias. O aplicativo passará a notificar o motorista sobre passageiros frequentes, analisando o histórico de quem faz a chamada e avisando ao condutor que aceitar a corrida. Também haverá a possibilidade de denunciar incidentes de segurança pelo próprio app, o que aumentará a velocidade da comunicação e da resposta da empresa.

“As medidas buscam um aperfeiçoamento contínuo que se soma aos esforços da equipe de segurança da 99, um time de mais de 30 pessoas que trabalha 24 horas por dia, sete dias por semana, dedicado exclusivamente à proteção do aplicativo”, explica Soares.

Área de segurança

Em julho de 2017, após a expansão da operação da 99 com a modalidade Pop (carro particular) chegando a diversas cidades do país, a empresa desenvolveu processos para aumentar a segurança do motorista e do passageiro. Para isso, buscou uma abordagem que reunisse tecnologia e gestão, com a prevenção como foco.

Na parte de tecnologia, a 99 possui a inteligência artificial que monitora o perfil dos passageiros e de todas as corridas em tempo real. O algoritmo funciona por “machine learning” e verifica padrões de incidentes de segurança, bloqueando chamadas perigosas antes que elas aconteçam ou solicitando validações adicionais de identidade, caso necessário. Ou seja, o sistema identifica táticas de pessoas mal intencionadas e bloqueia seu acesso à plataforma, prevendo incidentes

O aplicativo ainda realiza mapeamentos de áreas de risco e envia aos motoristas notificações sobre essas zonas. O levantamento envolve estatísticas internas da empresa e dados externos de Secretarias de Segurança Pública.

Do ponto de vista de gestão, foi criada uma equipe de segurança multidisciplinar formada por mais de 30 pessoas, incluindo ex-militares, engenheiros de dados, psicólogos, entre outras profissões. O setor é dedicado exclusivamente a garantir a proteção de seus usuários e motoristas parceiros.

Este time analisa o perfil do motorista a partir de dados públicos e mantém uma parceria com o Denatran, do Governo Federal, que permite acessar as informações dos motoristas no órgão – por exemplo, se o carro é roubado ou possui algum sinistro. Também realiza treinamentos de segurança para motoristas com dicas práticas de como se proteger.

Além disso, atende os parceiros e usuários por meio de um canal de atendimento exclusivo para casos de segurança no 0800-888-8999, que oferece auxílio imediato e informações sobre o que fazer. O atendimento atende às necessidades de cada tipo de ocorrência, com apoio emocional e psicológico. A assistência pode incluir o envio de um carro em ocorrências em que o veículo tenha sido levado, por exemplo.