A startup catarinense Playmove iniciou 2018 como a mais nova empresa no portfólio do Fundo Criatec 3, gerido pela Inseed Investimentos, que tem como principal acionista o BNDESPar, braço de investimentos do banco de fomento brasileiro. O fundo fez um aporte de R$2,6 milhões para aplicação no crescimento do negócio, que atua na área de tecnologia para educação.

Desenvolvedora da mesa digital com jogos educativos chamada PlayTable, lançada em 2014, a Playmove tem como principais clientes as escolas públicas e privadas do Brasil. Atualmente já são mais de mil instituições em todo o país que utilizam o produto para complemento da educação de crianças a partir de três anos de idade ou para inclusão de crianças com diferentes tipos e graus de deficiência. Entre elas está a AACD, que usa a PlayTable no atendimento de seus pacientes em diferentes atividades de estímulo e reabilitação. As unidades da APAE de todo o Brasil também contam com o produto no trabalho com os seus alunos.

A PlayTable é uma plataforma exclusiva para jogos educativos, que são criados em alinhamento com a base curricular das escolas brasileiras e unem ainda elementos que auxiliam na inclusão de crianças com deficiências motoras e cognitivas. O desenvolvimento dos jogos é realizado por uma rede de parceiros que envolve profissionais independentes e estúdios de diferentes portes, que contam com o apoio de consultores pedagógicos da própria Playmove para orientar o desenvolvimento e avaliar se os jogos atendem aos objetivos de ensino propostos.

Segundo Cristiano Sieves, gerente de produtos da Playmove, esta relação com os desenvolvedores de jogos cria um círculo virtuoso e duradouro em torno dos jogos educativos. “Os alunos ganham jogos com mais qualidade e os profissionais possuem uma plataforma confiável para desenvolver e vender seus jogos e ainda impactam positivamente a sociedade”, diz. Hoje já são mais de 50 jogos disponíveis para a PlayTable, criados por diversos estúdios e profissionais do Brasil e Europa.

Alexandre Alves, General Partner da Inseed Investimentos, explica porque a Playmove foi escolhida para receber o aporte do Fundo: “O impacto da tecnologia digital na educação de crianças de 3 a 10 anos é irrevogável, porém, do desafio de uma criança sozinha interagindo com uma pequena tela de celular ou tablet, à possibilidade de brincar e aprender junto com outras crianças, ao redor de uma mesa digital, com conteúdos desenvolvidos a partir de ludopedagogia, se situa a tese de inovação e tecnologia para educação da Playmove. Esperamos com o investimento do Fundo Criatec 3 que esta plataforma possa alcançar milhares de crianças, escolas, educadores e comunidade, como apoio na educação infantil e nos primeiros anos do ensino fundamental”.

Em 2017 a empresa iniciou um processo de internacionalização, estabelecendo representantes nos Estados Unidos e na Europa. Este ano, participou com estande próprio da Spielwarenmesse, a maior feira de brinquedos do mundo, na Alemanha, em busca de distribuidores para expandir sua plataforma de jogos.

Outros segmentos além da educação também estão no radar da startup. Jean Gonçalves, diretor comercial, destaca que hoje o produto é utilizado como um brinquedo educativo em ambientes infantis, chamados espaços kids, de estabelecimentos como restaurantes, clínicas, lojas e até locadoras de carros, como é o caso da rede Movida, que colocou a PlayTable em suas lojas espalhadas pelo Brasil. “Temos um grande volume de vendas para casas de festas e negociações em andamento com redes de hotéis, clubes, hospitais etc. Este último segmento, em especial, está tendo grandes resultados com o uso da PlayTable na pedagogia hospitalar, para suporte a crianças em internação ou com doenças crônicas”, complementa Jean.

Marlon Souza, CEO da Playmove, salienta que o aporte é essencial para o atual momento da empresa. “O valor recebido do Fundo Criatec 3 nos ajudará a acelerar algumas estratégias de crescimento, especialmente no mercado internacional, proporcionando a abertura de novos negócios. No entanto, mais importante para a nossa empresa que o valor aportado é a chancela da Inseed e do Criatec 3. O processo de seleção para o investimento é longo e muito exigente e só avança quem consegue provar que tem um excelente produto e grande potencial de crescimento. Estamos muito felizes por estarmos neste seleto grupo”, destaca.

O Fundo Criatec 3 é gerido pela Inseed Investimentos e a Playmove é a primeira startup com atuação em educação que engloba o projeto.