A fintech Vérios acaba de concluir uma rodada de investimento Série A, de R$5,2 milhões. O aporte foi liderado pela gestora de fundos de venture capital e.Bricks Ventures, que já investiu em startups como GuiaBolso, Contabilizei e Rock Content. Também participaram da rodada a aceleradora Startup Farm e alguns dos investidores-anjo que investiram na Vérios bem no início, que aproveitaram a oportunidade para ampliar sua participação na empresa. Com a proposta de ajudar pessoas a investir melhor o próprio dinheiro, a Vérios oferece desde 2016 um serviço pioneiro no Brasil de gestão automática de investimentos, também conhecido como robo-advisory.

Sediada no inovaBra Habitat, em São Paulo, a Vérios atualmente conta com 10 pessoas em sua equipe e já faz a gestão de R$ 200 milhões, que pertencem a milhares de clientes. Ao usar tecnologia e algoritmos proprietários para gerenciar de forma eficiente carteiras administradas individuais, a Vérios democratizou o acesso a um serviço sofisticado de investimento, antes disponível apenas em casas tradicionais de gestão (family offices).  

“Investir o próprio dinheiro com segurança, boa rentabilidade e facilidade era um problema para o brasileiro. O excesso de armadilhas e conflitos de interesse nos bancos e corretoras nos motivou a desenvolver um modelo seguro de diversificação de investimentos. Sendo transparentes e explicando como funciona o mercado financeiro, construímos uma marca em que as pessoas podem confiar, e, no final, a experiência de fazer investimentos inteligentes tornou-se tão simples quanto mandar dinheiro para a poupança”, conta Felipe Sotto-Maior, CEO da Vérios.

Segundo Pedro Sirotsky Melzer, Managing Director do e.Bricks Ventures, a gestora viu na Vérios uma combinação vencedora. “Uma proposta de valor clara baseada na confiança, produtos eficientes e um time que sonha grande mas não perde o foco do dia a dia da operação. Estamos muito entusiasmados com a parceria e vamos trabalhar junto com a companhia para acelerar o crescimento e para ajudar a Vérios a revolucionar os investimentos no Brasil”.