A área de tecnologia tem contribuído cada vez mais com a queda da taxa de desemprego do Brasil. Segundo uma pesquisa da IDC encomendada pela Salesforce, até 2022, devem ser criadas 195 mil novas vagas no País, enquanto no mundo a previsão é de que sejam gerados 3,3 milhões de empregos em TI no mesmo período. Para impulsionar ainda mais esse mercado, a HE:labs, holding global de tecnologia, anuncia ao mercado a Impulso.

Especialista no serviço de inteligência em montagem de times de tecnologia para criação e desenvolvimento de softwares, a empresa já conta com uma rede de mais de 800 profissionais. Até o segundo semestre deste ano, a meta é que esse número seja de 2500 especialistas nas áreas de desenvolvimento, design, gestão de projetos, qualidade (QA), entre outros. A empresa já tem forte atuação no segmento financeiro, com cases de clientes como Alelo, AcessoCard, Stone Pagamentos, Pagnet e Monashees, além de grandes clientes nos setores de energia e educação, como a Raízen e Somos Educação.

Segundo Rafael Miranda, CEO da Impulso, o objetivo da empresa é incentivar a mudança dos modelos tradicionais de trabalho. “Nossa missão é impulsionar o mundo ao futuro do trabalho e entendemos que as contratações no conceito de remote squads, que são times remotos com expertises que vão desde a concepção à prototipação, design, desenvolvimento, e deployment, fazem parte desse momento. Com quase uma década de experiência na montagem de equipes de tecnologia que atuam de forma remota, conseguimos conectar profissionais de qualquer lugar com diversas empresas, independente da localização. Hoje, temos dezenas de projetos rodando simultaneamente com times de até 20 pessoas”, explica.

A ideia é facilitar a vida das empresas que buscam por profissionais para projetos de média e longa duração e precisam de pessoas com qualificações específicas, ou ainda, necessitam aumentar o time com urgência devido alguma necessidade pontual. Nestes casos, a Impulso substitui todo o processo de contratação tradicional, de forma que a empresa não tenha custo nenhum de recrutamento e que a alocação do profissional seja imediata.

“Fazemos uma seleção prévia dos profissionais que mais se adequam ao perfil da oportunidade de acordo com itens que vão desde a maturidade do time e tecnologia empregada ao perfil pessoal do candidato, onde até hobbies e valores pessoais são levados em consideração, a fim de criar a melhor sintonia entre o profissional e a empresa contratante”, explica Karine Silveira, Head Of Community da Impulso.

Para os profissionais inseridos na rede, o benefício é diversificar a sua fonte de receita, o que possibilita trabalhar em mais de um projeto de acordo com sua disponibilidade, potencializando o desenvolvimento de suas carreiras. Outra vantagem é a opção de trabalhar remotamente de qualquer lugar do mundo.

“A liberdade e qualidade de vida que o trabalho remoto proporciona aos profissionais aumenta de forma significativa sua produtividade, o que lhes permite realizar mais trabalho de valor, com menos tempo de dedicação. Realizamos o acompanhamento semanal de todos os projetos e temos um alto grau de satisfação dos clientes”, finaliza Miranda.