A partir de agora, o bitcoin e outras criptomoedas são reconhecidas na Alemanha como meio de pagamento e não devem ser taxados, de acordo com o Ministério de Finanças alemão.

A orientação, publicada na terça-feira, diferencia a Alemanha dos EUA, onde o Internal Revenue Service trata o bitcoin como propriedade para fins fiscais – o que significa que para o americano realizar uma compra com bitcoin, é tecnicamente considerada uma venda de propriedade e potencialmente sujeita para imposto sobre ganhos de capital.

A decisão do Ministério baseou suas orientações sobre uma decisão do Tribunal de Justiça Europeu de 2015, e cria um precedente para as nações da União Europeia tributar o bitcoin, ao mesmo tempo em que fornece isenções para certos tipos de transações.

Outros aspectos do ecossistema de criptografia não serão tributados. Os mineradores que recebem recompensas em bloco não serão tributados, pois seus serviços são considerados voluntários, de acordo com o documento.

Fonte: Coindesk