A Oracle acaba de comemorar o encerramento do primeiro ciclo brasileiro do Oracle Startup Cloud Accelerator, programa mundial da companhia de aceleração de startups. Os resultados dessa etapa foram apresentados em um evento realizado no CO.W., espaço de coworking no qual as empresas estiveram durante o período do programa.

O evento reuniu executivos da Oracle, de empresas parceiras e representantes das startups, que apresentaram seus pitches e falaram sobre a experiência da aceleração. “Nó começamos este sonho há exatamente um ano, e queríamos entender como a Oracle poderia estar presente no mercado de empreendedorismo nacional”, diz o presidente da empresa no Brasil, Rodrigo Galvão.

São Paulo é a 8ª cidade do mundo a receber o programa de aceleração da Oracle, que já trabalhou com mais de 50 startups ao redor do mundo. No primeiro ciclo, se inscreveram 500 empresas de todo o Brasil e seis foram selecionadas para seis meses de aceleração pela companhia. No processo, as empresas passaram a contar com toda a rede de parceiros, clientes e tecnologias oferecidas pela Oracle.

Rodrigo Galvão, presidente da Oracle no Brasil

Além de todas as startups participantes terem se tornado parceiras da Oracle, estão sendo realizadas 10 ofertas em conjunto com a companhia para os clientes, 5 contratos ou POCs (provas de conceito) estão rodando atualmente dentro da própria Oracle e aconteceram 11 integrações de soluções com clientes da companhia.

“Para a Oracle é gratificante ver os benefícios gerados a partir do programa. Muitas das startups que participaram da iniciativa tiveram a oportunidade de vender suas soluções para clientes da Oracle, além de engajar com nossos produtos. A ampliação do networking, a troca de experiências e o compartilhamento de ideias, contudo, são legados relevantes que ficam tanto para as empresas, quanto para nós”, afirma o presidente.

Na próxima semana, as empresas formadas pelo programa de aceleração participarão do evento CloudWorld, realizado em Nova York, que reunirá profissionais da indústria de todo o mundo. Três delas participarão do painel “Defying Boundaries – Meet the Newest Disrupters” que será moderado por Doug Henschen, vice-presidente e Principal Analyst da  Constellation Research.

Vítor Andrade, Head de Relacionamento com Startups

As empresas participantes foram:

In Loco: Plataforma líder em inteligência de localização, com uma compreensão profunda do comportamento do consumidor que permite engajamento do cliente em tempo real.

Intelipost: Startup de SaaS que aborda o gerenciamento de frete e transporte, oferecendo às empresas on-line e off-line (carregadores) uma plataforma que compara opções de transporte em tempo real, despacha e acompanha as entregas em centenas de empresas de transporte a um custo menor.

Netshow.me: O Netshow.me é especialista em streaming e oferece soluções profissionais de transmissão ao vivo para empresas, entregando infraestrutura de vídeo, software completo de transmissões ao vivo.

Nexus Edge:A Nexus Edge criou a Alana, a primeira inteligência artificial proprietária feita exclusivamente para publicidade. Seu foco é gerar ideias e ações criativas para a tomada de decisão em grandes anunciantes, automatizando em um nível super humano o trabalho de ferramentas e operações manuais nas áreas de comportamento do consumidor, análise competitiva, mídia e conteúdo.

 

Nmind: Empresa de inteligência de mercado que mapeia os hábitos dos consumidores e desempenho de marca em pontos de venda em vários setores de varejo. A empresa possui duas soluções principais: o MeNI – Meu Negócio Inteligente, uma plataforma de inteligência de negócios focada em ajudar as pequenas e médias empresas.

Runrun.it: Solução de gerenciamento de trabalho para equipes de alto desempenho, permitindo que os gerentes aumentem a produtividade de suas organizações lidando com o gerenciamento de tarefas, tempo e desempenho.

As empresas interessadas em participar do próximo ciclo de aceleração já podem se inscrever. “A Oracle é aberta para startups de todos os setores. O foco são startups B2B, para que elas possam aproveitar a rede de conexões e o conhecimento da Oracle em vender para este público. Também buscamos quem desenvolva tecnologias inovadoras e que, potencialmente, possam complementar o nosso portfólio para ajudar a resolver problemas de clientes corporativos”, explica Vítor Andrade, Head de Relacionamento com Startups da companhia.

Para entrar em contato com as empresas já formadas pelo programa, acesse aqui. Para se inscrever para o próximo Oracle Startup Cloud Accelerator, acesse aqui.