A Escola em Movimento, startup mineira do segmento de tecnologia educacional, celebra mais um passo em seu plano de desenvolvimento no mercado. A empresa acaba de receber um investimento de R$2 milhões de um fundo de venture capital gerido pela Cedro Capital, gestora de fundos e recursos, com o objetivo de desenvolver e acelerar seu negócio.

A startup surgiu em 2013 com foco no desenvolvimento de soluções para comunicação entre alunos, pais e colaboradores de escolas do ensino infantil, fundamental, médio e superior. A solução da empresa substitui a antiga agenda escolar, transformando-a em uma ferramenta versátil de comunicação através de smartphones e/ou web.

Para o CEO e cofundador da Escola em Movimento, Guilherme Rocha Ribeiro, o investimento do Fundo potencializa o crescimento da empresa. “O aporte será destinado à aceleração do crescimento da empresa no mercado nacional e ao desenvolvimento de novos recursos em nossa plataforma. Almejamos consolidar nossa posição de líder no segmento de agenda digital escolar, atingindo mais de 500 mil alunos até o início de 2019”, projeta Guilherme.

Aplicativo escolar para comunicação

A Escola em Movimento atende mais de 450 escolas particulares no Brasil e no exterior e, em 4 anos de operação, possui mais de 260 mil alunos em sua base. A empresa foi pioneira ao se colocar como substituta da agenda de papel nas escolas, criando aplicativos de comunicação personalizados para instituições de ensino. Com a tecnologia desenvolvida, escolas conseguem reduzir custos com papel e ligações telefônicas, mas principalmente tornar a comunicação com os pais e alunos muito mais simples e eficaz.

Atualmente, por meio da plataforma tecnológica da Escola em Movimento, as instituições de ensino podem enviar mensagens de texto, fotos, vídeos e demais arquivos para os usuários. É possível agendar eventos, criar canais de atendimento personalizados, ter estatísticas completas sobre o uso e gerir toda a comunicação pela ferramenta.

Entre outras funcionalidades, em 2017, incorporou ao produto a inovação do “Estou Chegando”, em que a escola é notificada pelo app da chegada dos pais, evitando assim o engarrafamento na saída dos alunos.

“Acreditamos que nossa tecnologia vai evoluir a ponto de fazer ainda mais diferença na relação da escola com pais e alunos. Como empresa, queremos ajudar as instituições a melhorar esse relacionamento e assim potencializar a satisfação e retenção de alunos”, diz Guilherme Rocha.

Segundo Leonardo de A. Silva, CMO e cofundador da Escola em Movimento, A Cedro Capital, por meio do fundo, identificou o imenso potencial do mercado de tecnologia para a educação e valorizou a inovação oferecida pela empresa. “As agendas de papel foram usadas por muito tempo. Mas ali existia uma limitação natural na comunicação.

Com o uso da tecnologia, a escola cria um novo canal de comunicação com a família. Ela passa a se abrir mais para o diálogo e para parceria com os responsáveis na educação dos alunos. Isso agrega um valor difícil até de ser mensurado,” explica.

Parceiros que fazem a diferença

Desde sua fundação, a Escola em Movimento trouxe para perto pessoas e empresas que a ajudaram a crescer e a se estruturar. Ainda em 2013, contou com o investimento anjo da JWW, holding familiar que fez o primeiro aporte. Em 2016, foi a vez da entrada da FC Partners, boutique de investimentos especializada em empresas familiares.

A FC Partners trouxe uma grande experiência em gestão, governança e processos apoiando a estruturação e o crescimento do negócio. “Sempre trabalhamos com muita cooperação nesses 4 anos e agora estamos dando mais um passo importante juntamente com a Cedro.” finaliza Guilherme.