O aplicativo Zumpy, criado em Minas Gerais para compartilhar o transporte regular diário entre pessoas, venceu o prêmio WSA (World Summit Award) na categoria Meio Ambiente e Energia Verde. A premiação promove as iniciativas de conteúdo digitais mais inovadoras do mundo, divulgando projetos digitais que geram impacto positivo na sociedade dentro da Agenda de Sustentabilidade das Nações Unidas.

A seleção envolveu soluções de mais de 150 países. O fundador do aplicativo, André Andrade estará em Viena para fazer o seu “pitch” no dia 20 de março  a partir das 13h30, apresentando detalhes do app e seus impactos nas cidades brasileiras.

“A mobilidade é um dos maiores problemas dos grandes centros urbanos. Queremos ajudar a solucionar a questão, incentivando a economia compartilhada. Com o aplicativo, as pessoas podem economizar custos com os veículos, reduzir a emissão de carbono e, melhor do que tudo, ajudar a tirar mais carros das ruas, tornando o trânsito mais fluido”, comenta André Andrade, CEO do Zumpy.

O WSA busca promover a troca de conhecimento entre stakeholders  internacionais para apresentar inovações digitais que trazem melhorias sociais. O evento também promove insights do universo digital no mundo para a audiência, com workshops sobre entretenimento, sustentabilidade, criatividade e mídias sociais.

O projeto AlphaBeatCancer também recebe o prêmio na categoria Saúde e Bem-estar. O AlphaBeatCancer é um aplicativo educacional sobre câncer e tratamento, projetado para servir como ferramenta de aprendizagem para crianças diagnosticadas com a doença. O objetivo principal deste projeto é fornecer informações através de desafios e recreação, usando os princípios da tecnologia da informação combinados com design, usabilidade, gamificação e experiência do usuário.

O conteúdo do aplicativo veio de Beabook – o folheto educacional Beaba, composto por palavras oncológicas e termos de A a Z – compilados por pacientes, cuidadores, médicos e profissionais de saúde. Todo o material foi baseado em arquitetura e design de informações, fazendo uso de linguagem acessível, ilustrações apropriadas e textos otimistas.

Além destes, o brasileiro Museu do Amanhã venceu na categoria Cultura e Turismo. O WSA teve sua primeira edição em 2003, em Genebra, no âmbito da Cúpula das Nações Unidas sobre a Sociedade da Informação (WSIS – World Summit on the Information Society) e é realizado a cada 2  anos.