* Por Adam Patterson

Neste artigo especial na série Startup Finance 101, vamos falar sobre “Bitcoin” – O paradigma de investimento de 2017. Como profissional de valuation, estou curioso sobre a “criptomoeda” há algum tempo. Deixe-nos discutir brevemente o seu caminho de crescimento, a bolha potencial e a importância dos fundamentos na avaliação de ativos.

O investimento é uma moeda de dois lados de risco e retorno. Ou em mandarim: perigo e oportunidade. Os retornos certamente foram extensivos. A Bitcoin ganhou mais de 370% nos últimos três meses e 1700% no ano até agora, impulsionada pelo aumento do interesse dos investidores institucionais e pela tecnologia blockchain por trás disso. Um Bitcoin agora vale cerca de US $ 19000 (18/dez). Confira um gráfico dos últimos 5 anos:

http://markets.businessinsider.com/currencies/btc-usd

A capitalização de mercado total das maiores moedas é agora superior a USD $600.  A inovação financeira também nunca está muito atrasada: o Chicago Board Options Exchange lançou recentemente “futuros de bitcoin”. O preço subsequentemente saltou ainda mais.

Alguns comentaristas começaram a chamar de “bolha”. Confira esta comparação gráfica entre Bitcoins e outras bolhas anteriores:

Fonte: Birinyi Associates

Este gráfico mostra a evolução parabólica do Bitcoin. Isso levou alguns comentaristas a argumentar o seguinte:

  • O CEO da JPMorgan, Jamie Dimon, ataca o Bitcoin como um “Fraude” e prevê um colapso (Bloomberg)
  • Bitcoin é uma bolha monstruosa que está esperando estourar   (The Street)
  • A subida de Bitcoin em 2017 parece muito semelhante à bolha de internet (CNBC)

Esse sentimento é ecoado por David Ader, principal estrategista macro da Informa Financial Intelligence, que vê as correntes de similaridades técnicas com o pico do Nasdaq 2000 e o mercado de touro de cinco anos de Bitcoin. Ele argumenta que: “Esta é a índice de preços de um mercado excessivamente espumoso na minha opinião e os mercados espumantes perdem a espuma. Acho que isso não vai acaber bem. Eu não conheço ninguém que realmente use um bitcoin para qualquer propósito legal ou de outra forma “. Claro, tudo é relativo. A bolha para uma pessoa é a oportunidade de uma outra vida. Assim, a opinião contrária também foi fortemente argumentada:

  • Um grande investidor espera que bitcoin atinga USD $40.000 dentro de alguns meses
  • Investidor da Snapchat, Jeremy Liew, acha que a Bitcoin chegará a US $ 500.000 até 2030.
  • De acordo com Forbes, o investidor Bill Miller colocou 1% do seu patrimônio líquido em bitcoin em 2014

Devemos também destacar que o preço da Bitcoin não está aumentando isoladamente. Os principais mercados de ações no mundo também estão em modo “risk-on” – A S&P 500 aumentou 20% YTD, o FTSE 100 cresceu 6% e o Bovespa cresceu 22% apenas neste ano (dados de 18/dez). Ainda estamos no topo das taxas de juros globais baixas em mercados desenvolvidos e um ciclo de crescimento econômico. Talvez então possamos falar de uma “bolha de tudo”.

No entanto, Bitcoin está atualmente em “território de bolha”? Para responder a isso, precisamos analisar os fundamentos. Uma bolha é, afinal, um aumento nos preços dos ativos injustificado pelos fundamentos e conduzido por um comportamento de mercado exuberante. Quais são os fundamentos da Bitcoin? Além disso, como podemos avaliar bitcoins? Estamos avaliando o Bitcoin como uma moeda ou um ativo? Ou mesmo como um proxy para o potencial futuro da tecnologia blockchain?

O ponto de partida da autoridade mundial de finanças, o Professor Damodaran no debate é que Bitcoin é uma moeda. Se esta tese estiver correta, isso significa que, como todas as moedas, digitais ou não, não se poder fazer valuation de Bitcoin. Se o valor é definido como o valor presente dos fluxos de caixa futuros, uma moeda, ao contrário de empresas ou ativos, não gera fluxos de caixa e, portanto, não possui um valor econômico intrínseco.

Em comentários recentes, O Damodaran disse que, apesar de gerar crescente interesse público e investidor, a Bitcoin ainda não comprovou sua usabilidade como moeda e que antes de mais nada todas as moedas criptográficas precisam ser mais amplamente utilizadas. Pelo projeto da Bitcoin, apenas 21 milhões de bitcoins podem existir. A alta demanda por oferta limitada de moedas deveria impactara positivamente os preços. Se esse desenvolvimento não acontecer, então Bitcoin pode ser um “jogo de preços perigos”. Um investimento de “dancinha de cadeiras” se você quiser. Ele também aponta para uma possível desconexão entre o uso – e, portanto, um potencial driver fundamental – e o movimento dos preços.

Talvez, então, a Bitcoin, como a maioria dos investimentos em capital de risco, é baseada no potencial. Uma narrativa convincente. Nesses casos, também é comum ouvir que as métricas de avaliação tradicionais não funcionam (eles, obviamente, funcionam sim!).

Então, qual é a perspectiva para o Bitcoin e o universo de cripto-moedas? Não há como saber de que jeito esse mercado irá. Nós podemos mapear três cenários excepcionalmente amplos: o Bitcoin como uma “moda passageira” temporária em uma extremidade de uma distribuição de resultados, um enorme aumento de popularidade, uso e, subsequentemente, fundamentos que conduzem o preço de forma sustentável, no outro lado, e bem, entre esses dois extremos para o nosso terceiro cenário “basecase”.  A aplicação de uma ampla gama talvez nos diga algo sobre o que atualmente estamos na evolução de Bitcoin. Para estimar a futura dinâmica de preços, você poderia aplicar tecnicamente uma probabilidade a cada um desses resultados (ou intervalo de resultados) e calcular um “valor” ponderado.

No entanto, parece que, ceteris paribus, a direção macro para Bitcoin no curto prazo é para cima. Tanto os proponentes quanto as críticas consideram plausivelmente o Bitcoin acima de US $ 20.000 no futuro próximo (não muito longe de onde atualmente está). Este caminho pode não ser linear. Espera uma volatilidade contínua. Mesmo pressão downside. No entanto, como sempre, pergunte sobre os drivers fundamentais para entender os preços dos ativos e, mais importante, seu valor intrínseco.


Adam linkedinAdam Patterson é economista britânico, graduado em Ciências Políticas e Estudos Parlamentares pela Universidade de Leeds e pós-graduado em Economia e investimentos pelas universidades de Londres e  o Instituto Real de Investimentos do Reino Unido. Trabalhou na equipe de valuation do HSBC e no parlamento britânico.  Adam é sócio-fundador da ALFA Valuation, empresa especializada no valuation e planejamento financeiro de startups. A ALFA foi idealizadora e criadora da ferramenta i-Valuation, o pioneiro portal online para o valuation de startups & PMEs no Brasil.