Segundo o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), no primeiro semestre de 2017, o número de cervejarias brasileiras cresceu 17,5%, com mais de 90 novas fábricas de cervejas artesanais abertas e 7.500 rótulos criados. Em meio ao boom desse mercado, uma nova plataforma propõe democratizar a produção de cerveja artesanal, rompendo as barreiras do setor e contando com a participação de especialistas e apreciadores da bebida.

Resultado de dois anos de pesquisa, o aplicativo PEER2BEER foi idealizado pelos empreendedores Vitor Cunha e Guilherme Aguilar e pela sommelier de cervejas Dani Garrido. Acelerada pela consultoria de inovação e design Questtonó, a plataforma busca oferecer a panelinhas – como são chamados os produtores caseiros de cerveja – de várias partes do Brasil a oportunidade de se profissionalizar ao serem conectados a um renomado time de especialistas, entre mestres-cervejeiros e sommeliers.

Ao disponibilizarem suas cervejas experimentais de forma exclusiva através da plataforma, os produtores são avaliados segundo critérios do Beer Judge Certification Program (BJCP), um dos guias de estilo de cervejas mais conhecidos do mundo, e recebem feedbacks construtivos para que possam aprimorar suas técnicas e receitas.

A proposta fica completa com a participação dos apoiadores, que têm a comodidade de receber em casa os rótulos produzidos pelos panelinhas por um valor único de R$59,00 para cada kit de quatro garrafas de 300mLs. Ao degustarem as cervejas, atribuem notas às bebidas e assim ajudam a compor um ranking disponibilizado na plataforma.

A cada ciclo, a cerveja com melhor performance no ranking de apoiadores e especialistas é acelerada pela PEER2BEER, que oferece ao panelinha a chance de obter certificação no Mapa e a produção industrial da receita de forma “cigana”, ou seja, dentro da planta de uma cervejaria já registrada pelo ministério, mas que “empresta” suas instalações ao produtor.

Lançada ontem, a plataforma vem operando em fase beta e já conta com mais de 100 panelinhas participantes. Com mais de 800 apoiadores cadastrados, o aplicativo realiza entregas no estado de São Paulo, mas até o final do ano estará presente em outros quatro estados do país – Santa Catarina, Paraná, Rio de Janeiro e Minas Gerais. O time de especialistas, cuidadosamente selecionado pelos idealizadores do aplicativo, é formado por Ronaldo Rossi, Tio Limongi, Fernanda Ueno, Edmundo Escrivão Neto, Rodrigo Sawamura, Bia Amorim, Jayro Neto, Rodrigo Jardini e Guto Procópio.

O lançamento da PEER2BEER concretiza uma meta antiga da Questtonó, de colocar o design a serviço do crescimento de negócios que estão começando. Ao acelerar a startup, a consultoria de inovação inaugura uma nova etapa de sua atuação no mercado: o Venture Design.

Em ebulição fora do Brasil, a ideia de atuar na aceleração de startups vem sendo gestada pela empresa há dois anos, coincidindo com a abertura de um escritório em Nova York em 2015 e com o reposicionamento pelo qual a Questtonó vem passando nos últimos anos.

“Existe uma crescente percepção mundial em relação ao design como uma ferramenta de inovação que pode impulsionar o crescimento dos negócios, sobretudo se trabalhamos a experiência do consumidor de maneira sistêmica desde o início. Uma marca forte, coerente e com propósito dá credibilidade e consistência para o negócio e aumenta o interesse por parte do público e consequentemente de investidores”, destaca Leonardo Massareli, CCO e diretor criativo da Questtonó.

Foto de destaque: Felipe Gombossy