Qualcomm apresentou esta semana o resultado da nova edição do QuISI, um estudo realizado pela companhia em colaboração com a consultoria IDC para entender o quanto os brasileiros estão preparados para compor uma sociedade tecnologicamente inovadora.

Na edição de 2017, a companhia avaliou também qual o grau de conhecimento e preparo do país para a chegada da tecnologia 5G.

Confira abaixo alguns resultados da categoria “Pessoas” da pesquisa:

Smartphones

A pesquisa avaliou qual a influência do smartphone na vida dos brasileiros. Uma maioria esmagadora de 98,1% dos entrevistados, já usam a ferramenta para comunicação e execução de tarefas que exigiriam deslocamento físico do usuário. Do total, 62,5% citaram o dispositivo como uma das ferramentas que mais auxiliam no dia a dia.

O estudo também aponta que a troca de smartphones acontece em um período aproximado de 2 anos, com 41,9% dos entrevistados apontando este como o tempo médio para a substituição.

O critério mais avaliado pelos brasileiros na compra do dispositivo é a capacidade de bateria, citada por 49,3% dos entrevistados. Outro ponto importante é a câmera: 28,1% mencionaram sua resolução como o atributo mais importante para a aquisição, e outros 49,1% mencionaram que o atributo é levado em conta durante o processo de compra.

Os hábitos dos usuários também foram avaliados pelo estudo: os entrevistados foram questionados sobre quais atividades diárias foram impactadas pela tecnologia. 66,7% responderam que o smartphone tornou visitas às agências bancárias menos frequentes com a disponibilidade de resolver pendências através de aplicativos.

67,3% dos entrevistados já são familiarizados com o conceito de casa inteligente. No entanto, apenas 4,3% dos entrevistados possuem um dispositivo inteligente em casa, enquanto 68,4% gostaria de ter, mas considera os produtos ainda muito caros.

Entre os benefícios de uma casa inteligente, o controle de segurança é o recurso mais atrativo para 81,3% dos brasileiros. Em segundo lugar, com 75% dos entrevistados, fica o controle remoto de iluminação.

A segurança é um fator atraente na compra de um carro conectado – dos entrevistados, 68,6% afirmam que as tecnologias de segurança para veículos são o benefício mais esperado na aquisição de um smart car. O controle de navegação é o único benefício mais esperado que segurança pelos entrevistados, mencionado por 69,8% das pessoas.

Entre outros benefícios, foram citados também manutenção preventiva (58,3%), monitoramento da saúde do motor (60,4%) e assistência para estacionar (51,1%).

Em relação a carros autônomos, 63,5% dos entrevistados já tem conhecimento sobre a tecnologia e as expectativas são positivas: 65,6% citaram como benefício mais claro a diminuição de acidentes por minimizar o erro humano e 47,5% o uso mais eficiente de estradas e ruas.

A maioria dos entrevistados acredita que a disponibilidade dos carros autônomos tende a demorar: apenas 2,6% acreditam que eles estarão nas ruas brasileiras em 1 ano, enquanto 53% esperam que isso se torne realidade em mais de 5 anos.

O desenvolvimento das redes 4G e 5G é reconhecido como um importante fator para que as tecnologias estejam disponíveis: 52,5% mencionaram sua evolução como ponto crucial.

Quase 50% dos entrevistados afirmam acreditar que o 5G é apenas uma evolução do já disponível 4G, enquanto apenas 7,2% dos usuários possuem conhecimento sobre o poder revolucionário que a tecnologia oferece.

Entre os benefícios mais esperados pelos brasileiros, estão o aumento de velocidade móvel (85,1%), melhoria nos serviços de banda larga móvel (81,2%) e a hiper conectividade (69,9%). Em seguida, fica a maior confiabilidade na rede, com 58,6%, um fator que é apontado por grande parte dos profissionais da área como o ponto mais revolucionário da tecnologia.

Confira o resultado completo da pesquisa acessando este link.