* Por Vanderlei Ferreira

Imagine o seguinte: sua filha aguarda ansiosamente o lançamento de uma nova boneca, um brinquedo que todas as amigas estão pedindo e esperando receber este Natal. Infelizmente, depois de uma busca exaustiva em todas as lojas da cidade, a nova boneca está esgotada. Não só você se sente como o pior pai ou a pior mãe do mundo, mas também perdeu a confiança em todas essas lojas.

As lojas de varejo em todo o mundo, incluindo as da América Latina, enfrentam um aumento da demanda durante o fim do ano, de meados de novembro até o final de dezembro. Durante este período, as lojas têm o desafio de satisfazer a demanda com um controle eficiente e gerenciamento de seus estoques, de acordo com as previsões feitas para a temporada.

Embora isso possa ser um pesadelo, os varejistas devem ver isso como uma oportunidade de crescimento. À medida que o mundo evolui, mais consumidores usarão tecnologia para fazer suas compras sazonais. O comércio eletrônico está avançando rapidamente, com números nos EUA que mostram que os usuários planejam fazer suas compras de Natal em uma variedade de canais de varejo, como páginas da web (59%), lojas de departamentos (57%) e pequenas empresas (25%).

Quando os funcionários das lojas estão bem equipados com ferramentas orientadas por dados, os varejistas podem transformar visitas simples às suas lojas em experiências de compra enriquecedoras para seus clientes, o que se transformará em aumento de vendas. Uma experiência positiva do cliente se traduz em lealdade, posicionamento e recompra. Não seria bom se os funcionários da loja soubessem exatamente o que você precisa com base no seu histórico de compras? O que aconteceria se eles lhe deram uma seleção de opções de brinquedos, dependendo da idade de seus filhos? Com o uso de dados ativos sistemas de inteligência artificial, os varejistas estão adotando soluções de tecnologia para melhorar essa experiência de compra. A rastreabilidade dos ativos fornecerá informações e dados de análise para que os revendedores possam entender melhor as tendências de seus clientes.

A capacidade de rastrear o estoque garantirá o cumprimento dos pedidos dos clientes. Sensores inteligentes, como RFID, permitem a entrega de pedidos no mesmo dia, a coleta na loja ou o envio mais rápido, já que equipamentos como scanners para capturar dados em armazém e soluções IoT (Internet of Things, na sigla em inglês), através das operações da cadeia de suprimentos, facilitam cada etapa do processo. Os varejistas agora podem ajudar os pais frustrados a encontrar o presente perfeito com ferramentas que alertam quando o inventário de qualquer produto é diminuído e também acompanham as tendências de compra com base na análise do comportamento geral dos clientes e da demanda do mercado.

O Estudo Global do Consumidor, realizado pela Zebra, mostrou que, quando visitam uma loja, 70% dos compradores já foram embora sem comprar o que estavam procurando. No entanto, quando se trata de problemas de estoque reduzido, os revendedores podem recuperar seis dos dez incidentes, oferecendo descontos ou outras opções para compensar o problema.

Nos próximos anos, o foco em oferecer uma experiência exemplar ao cliente continuará a mudar com os avanços em inovação e tecnologia. Ao aprofundar a era digital, os varejistas devem concentrar seus esforços em três áreas-chave: mão-de-obra, cadeia de suprimentos e fechamento da divisão digital-física. À medida que olhamos para o futuro, os varejistas devem se adaptar. As soluções da Zebra para o setor de varejo estão fornecendo valor aos clientes à medida que se preparam para enfrentar com sucesso a próxima temporada de férias, mas, ao mesmo tempo, ainda há margem para melhorias. De acordo com o recente estudo Zebra, o Retail Vision Study, 72% dos varejistas planejam reinventar suas cadeias de suprimentos com visibilidade em tempo real, gerada por automação, sensores e dados de análise. De fato, 65% dos varejistas planejam investir na automação e nos estoques da cadeia de abastecimento em 2021.

* Vanderlei Ferreira é gerente-geral para o Brasil da Zebra Technologies