* Por João Kepler

Na última semana eu realizei uma pesquisa nas redes sociais com o objetivo de instigar os participantes a pensarem sobre as competências que são valorizadas no mercado na atualidade e sua respectiva ordem de importância, na perspectiva deles e não de quem contrata.

E embora a pesquisa tenha sido informal, fiquei surpreso ao ver não apenas o número de pessoas que responderam, quase 500 de forma espontânea, mas ao constatar que para a maioria as habilidades são ainda mais importantes do que a experiência e muito mais importante que sua própria formação.

O resultado da pesquisa apenas confirmou uma tendência que já é vista e vivida no mercado como um todo, principalmente no Digital. Os estereótipos dos colaboradores mudaram, as empresas mudaram e as profissões estão mudando, por isso, inevitavelmente os requisitos para nortear uma contratação não poderiam ficar estagnados no tempo.

Foi-se o tempo em que somente o diploma pendurado na parede era sinônimo de competência e um anel formatura no dedo era status e sucesso, ou que o nome da faculdade era o suficiente para dar vantagem aos candidatos em uma disputa no mercado.

O que as empresas buscam? Resultados! E para isso, é preciso mostrar track record.

Resultado da Pesquisa:

· 49% votaram em Habilidades e Experiência

· 42% votaram Experiência e Habilidades

· 8% votaram em Experiência e Formação

· 1% nas demais opções

Veja alguns comentários dos participantes, muita gente registrou seu ponto de vista em porque defender a opção 3 e 6 da pesquisa, as mais votadas:

“Experiência e habilidades! Apesar de considerar a formação essencial, somente ela sem experiência para poder aplicar em situações/negócios diversos é pouco. E sem habilidades, especialmente de relacionamento, liderança e com pessoas, formação e experiência não são suficientes, pelo menos para consultoria, mentoria e vendas, por exemplo”. Viviane Faustini.

“Sem dúvida a 6! A educação formal infelizmente è focada na maior parte em conhecimento, muito pouco em habilidades e zero em atitude e experiência. As pessoas são contratadas por sua formação, mas são demitidas por suas atitudes!”Mark Pinheiro.

“Primeiro é preciso conhecer/mostrar o que se faz ou pode fazer. Posteriormente apresentar o que já se fez com tais habilidades”. Antônio Torres.

“Item 6 — a formação acadêmica tradicional está muito defasada para o serviço a ser contratado na questão acima.” Daniel de Freitas Machado.

“Depende do formato de exigência para a vaga: você só pode ter habilidade em atividades, você pode ter experiência em qualquer coisa. Como foi colocado quais os tipos de vagas estão abertas, pressuponho que a empresa já quer pessoas com conhecimento e neste caso o correto seria a 6. — “Teria que ter experiência na área e aptidão para cumprir a tarefa específica com um determinado nível de destreza.” Mas se a empresa quer pessoas para formar, o correto seria a 3, “bastando ter habilidade e neste caso iria adquirir experiência dentro da equipe”. Alessandro Caliu.

Estudaria seu perfil no LinkedIn , um pouco sobre a sua empresa e buscaria informações sobre o que é exigido nos seus processos seletivos. Vejo a importância do estudo do cenário para aplicar de forma assertiva. Quanto ao meu olhar crítico e feeling, acredito muito que as habilidades que levam à efetivação da experiência exitosa. Você pode ter a experiência, mas se ela não for executada com a habilidade correta, possivelmente os resultados não serão satisfatórios.” Bianca Babiere.

3) As habilidades e a experiência. A ordem poderia ser a inversa, pois as duas são intrinsecamente conectadas. Temos certas habilidades natas, mas outras são adquiridas e desenvolvidas com a experiência.” Rodrigo Guedes.

“Uma característica primordial em comum para um excelente profissional nessas áreas citadas: Consultor, Coach, Sales (um bom vendedor), Mentor, Developer, Biz Dev, ou Gestor de Comunidade; é a experiência. Ter vivência, principalmente no lidar com gente, entender o comportamento humano, e saber lidar com todo o tipo de situação (boa ou ruim) vêm com o tempo. Quanto mais fracassos e experiências de grandes dificuldades vencidas, melhor será esse profissional. Portanto, eu escolho a opção 6. A Experiência e as Habilidades.” Fred Melo.

Pesquisa

Se eu te pedisse apenas DUAS COMPETÊNCIAS (levando em consideração a ordem de importância) para apresentar em um currículo resumido para aplicar a um serviço ou um job para minha empresa, qual a ordem e prioridade você colocaria neste mini currículo?

 1) A Formação e as Habilidades
2) As Habilidades e a Formação
3) As Habilidades a Experiência
4) A Formação e Experiências
5) A Experiência e a Formação
6) A Experiência e as Habilidades

* serviços a ser contratado: consultoria, coach, sales, mentor, developer, Biz Dev, ou gestor de comunidade.

Fique à vontade para escolher apenas uma das opções acima baseado no que VOCÊ acredita (na SUA perspectiva) ser mais importante para análise.


joãoReconhecido como um dos conferencistas mais sintonizados com Inovação e Convergência Digital do Brasil; Especialista em empreendedorismo, startups, marketing e vendas; Investidor Anjo desde 2008; Participa em mais de 100 StartUps; Lead Partner da Bossa Nova Investimentos; Premiado como melhor Investidor Anjo do Brasil pelo Spark Awards da Microsoft; Palestrante internacional; Escritor e autor e coautor dos Livros O vendedor na Era Digital, Vendas & Atendimento, Gigantes das Vendas e Educando Filhos para Empreender; Premiado como um dos maiores Incentivadores do Ecossistema Empreendedor Brasileiro.