*Por Pedro Clivati

O mês de novembro começa e com ele todos os preparativos para a sua última sexta-feira, aonde anualmente acontece o tão esperado (pelas lojas e pelos consumidores) Black Friday. Criado nos Estados Unidos mas, atualmente, com abrangência mundial, e-commerces, SaaS, Fintechs e todo tipo de negócio online criam descontos e movimentam o mercado bruscamente, movimentando ~3.34 bilhões de dólares online em apenas um dia! Esse ano a expectativa não é diferente, dado o crescimento contínuo reportado nos últimos anos:

Mas com tanta oportunidade em cima da mesa, o que as marcas podem (precisam) fazer é se preparar antecipadamente para tirar o máximo de proveito do dia. Qualquer erro básico (como ficar fora do ar por algumas horas) pode comprometer e muito as vendas em uma dos principais dias do ano. Portanto, seguem aqui algumas dicas práticas de como os times de marketing podem se preparar para tirar o máximo de proveito desta black friday:

1) Anúncie suas ofertas previamente!

Não é por que a Black Friday acontece na última sexta-feira de novembro que vc deve anunciar as suas promoções apenas neste dia. Ao contrário, quanto antes os seus possíveis consumidores souberem o que encontrarão neste dia, mais podem se preparar para tal. Muitos consumidores não farão pesquisa de preço neste dia, farão apenas compras pois os itens já foram previamente definidos.

Comece anunciando para sua própria base de usuários (leads) durante todo o mes de novembro para que os mesmos possam se preparar. Algumas empresas permitem inclusive que membros que já realizaram alguma compra prévia ou que são assinantes recorrentes, façam a compra antecipadamente, pelo mesmo valor que encontrariam no Black Friday. Pela perspectiva do comprador, eles garantem que o item não estará em falta no dia devido a alta demanda. Pela perspectiva da empresa, você garante asatisfação do seu já comprador (fidelização) enquanto consegue também organizar melhor o seu estoque para o dia X.

Mas anunciar somente para sua base não é suficiente. Vários blogs especializados em determinado segmento montam lista das melhores ofertas encontradas para a BlackFriday. Se antecipe, entre em contato com os mesmos, e deixe-os saber das suas ofertas especiais, aumentando seu alcance para além dos seus seguidores!

2) Seja responsivo!

Que o uso de aplicativos mobile está crescendo todos já sabem, mas a influência disto nas compras online ainda é ignorada por muitas marcas. Pois bem, no ano de 2016, quase METADE (50%) de todas as vendas online realizadas durante o black friday vieram de um aplicativo mobile:

3) Utilize cada canal corretamente

Entre loja física, loja online, mídias sociais, propagandas, flyers, banners, conteúdos e outros, é fácil se perder no meio de tantas opções e não dar a devida atenção aos canais que mais funcionam.
Pesquisas mostram que nos anos passados, o email continuou sendo um dos melhores canais chegando à um quarto (25%) de todas as vendas online durante a black friday. Busca orgânica e busca paga alcançaram a segunda e terceira posição, chegando a 21.1% e 13.3% respectivamente.
Portanto, inove sim, mas não se esqueça dos seus consumidores e seguidores já fidelizados, que lhe deram a permissão de enviar comunicações via email (opt-in). :)

Outras dicas básicas incluem desde configurar o seu servidor para aguentar um tráfego maior do que o seu trafego médio, testar todos os seus mecanismos de compra antes do dia X (tais como mensagens e comunicações, confirmação de pagamento, etc..) e, principalmente, trackear todas interações dos visitantes com o seu site para que você possa manter relação com estes mesmo após esta data.
Afinal, a Black Friday proporciona um impulso na sua estratégia mas é o dia-a-dia que faz a diferença! :)


Pedro ClivatiPedro Clivati é cofundador e responsável pela expansão global da Contentools. Como evangelista de Marketing de Conteúdo, Pedro participou de conferências em toda America Latina, prestando consultoria a medias e grandes empresas sobre Marketing de Conteúdo, Inside Sales e Inbound Marketing.