A Startup Nuveo, empresa de tecnologia que utiliza a inteligência artificial para reduzir custos de multinacionais, acaba de abrir sua sede no Canadá, na província de Ontário. Ao STARTUPI, a empresa disse que é a primeira sede internacional, mas que já há convites para a abertura de outros escritórios na Europa.

Em apenas dois anos, o empreendedor Flávio Pereira (foto) assiste à grande repercussão que sua empresa está ganhando ao utilizar inteligência artificial aplicada à automação de processos corporativos complexos. Ao utilizarem os softwares da Nuveo, as empresas viram ROIs de até 300 mil por cento.

Criada em 2015, a startup foi se tornando referência para empresas que desejavam não apenas reduzir gastos e sim otimizar processos mas não sabiam como. Após o cliente citar em qual área da sua empresa ele desejava otimizar processos, o robô da Nuveo entra em ação.

O robô lê imagens, analisa contratos e dados e gera relatórios, automatizando fluxo de trabalho e análises complexas. Em alguns casos, o robô da Nuveo realiza em 30 segundos, o que antes era feito em 15 minutos por um humano. “Um dos motivos de criarmos a Nuveo foi buscar projetos que otimizam os processos e workflows das empresas com uma fração do custo de se contratar pessoas para realizar o mesmo processo”, afirma Pereira.

Como começou

Em Novembro de 2015, o administrador Flávio Pereira, atuava como consultor social de diversas ONGs, e conversava com a fundadora de uma delas que informou a dificuldade na compilação das informações de mais de 70 mil notas fiscais paulistas que a fundação recebia de doação. Nesse mesmo dia ele conversou com seu amigo Thiago Avelino, matemático especializado em software e ambos decidiram mudar aquela situação, ali nasceu a Nuveo.

Quem conquistou

Após a tecnologia ter passado por um período de testes nas ONGs, a contratação feita pela Cyrela ajudou na divulgação do potencial da starup, fazendo com que grandes grupos começaram a se interessar pela proposta inovadora da empresa.

Na Cyrela, a Nuveo implementou a tecnologia para o pagamento automático do IPTU, o que gerou uma economia de R$1 milhão por ano para a construtora. “Além de economizar esta quantia, o pagamento automático de IPTU gerou um ganho impressionante em eficiência e gestão”, afirma Juliano Bello, Diretor Financeiro da Cyrela.

O Bradesco, grupo no qual a Startup foi finalista do prêmio InovaBra, aderiu a tecnologia de redução de custos na área jurídica, entregando ganhos de produtividade na implantação da automação das análises de processos jurídicos.

A companhia Telefônica também aderiu ao sistema de inteligência artificial e obteve um ROI de 333.233% e um dos seus projetos, com um investimento de apenas R$150 mil. Atuando na análise de processos, um projeto que era realizado por 8 pessoas em um período de 6 meses com possibilidades de erro, a Nuveo entrega o mesmo processo em 4 horas e com uma acurácia de 100%.

Grandes escritórios de Advocacia da América Latina também implementaram o sistema para leitura automática de contratos, o robô lê e resume as principais informações facilitando um processo humano árduo de leitura de documentos.

Outros grandes grupos como Tecnisa, Vivo, Banco Rendimento e GmaxCorp também aderiram a tecnologia da Nuveo. Agora com sede também no Canadá, a Nuveo já inicia seus projetos com clientes nas áreas bancárias, de automobilismo e contact center.