A Estoks, empresa que presta o serviço de logística reversa para as indústrias e varejistas, recebeu um aporte do GVAngels, grupo de investidores-anjo formado por ex-alunos da Fundação Getúlio Vargas. Com 2.900% de crescimento nas vendas em 2016, possui parceiros como Magazine Luiza, Philco, Britânia, PAN Seguros, Cadence, Oster e outras empresas do setor eletroeletrônico.

 A Estoks assume as operações de logística reversa de produtos devolvidos por consumidores às lojas que se mostram financeiramente deficitárias e a responsabilidade da recompra para depois revendê-los por preços menores em sua loja física, localizada em Jaboatão dos Guararapes, próximo a Recife (PE). A presença no Nordeste, que é o segundo maior mercado nacional de destino e devolução, é estratégica por conta da distância das fábricas e Centro de Distribuições, o que torna tais operações bastante custosas. Agora com o aporte financeiro, a empresa revela que outras regiões brasileiras, como Sudeste e Sul, passam a fazer parte do plano de expansão.

 Segundo Patrícia Osorio, cofundadora e investidora do GVAngels que liderou o processo de investimento do grupo na Estoks, calcula-se que as operações de logística reversa gerem um prejuízo de R$ 6 a 8 bilhões ao ano para o setor de eletroeletrônico, além de serem responsáveis pelo descarte de milhões de toneladas de resíduos sólidos. Com o trabalho desenvolvido pela empresa, as operações são identificadas e coletadas pela Estoks, que avalia e repara os produtos antes de encaminhá-los para venda no outlet.

 “O diferencial do serviço está na combinação de desonerar o parceiro do esforço com a operação, reduzindo seus custos, e de revender o produto com garantia e qualidade ao consumidor final. Além do valor financeiro e operacional trazido ao parceiro, a empresa tem uma função social ao reduzir sucata, aumentando a vida útil dos produtos, e dando acesso democrático a produtos de qualidade ao público de diversas classes”, explica Patrícia.

 A Estoks foi selecionada ao lado de empresas como Apple, Google e Nike pela Fundação Ellen MacArthur como uma das 100 empresas do mundo que detêm as melhores soluções, ideias e práticas sustentáveis, compondo o Members Book 2017 da CE100, estimulando a economia circular.