A Dell Technologies anunciou o aprimoramento de seu foco no setor de Internet das Coisas. A companhia está configurando uma nova divisão para acelerar implementações de dispositivos conectados à internet para casas, carros, fábricas, eletrodomésticos e outras coisas.

De acordo com anúncio do CEO da empresa, Michael Dell, a companhia investirá US$1 bilhão nos próximos três anos para desenvolver pesquisas com esse intuito.

No futuro próximo, a empresa acredita que os aplicativos não serão executados em um laptop ou smartphone, mas em um sprinkler, carro ou lâmpada. Esses dispositivos atuam como sensores coletando dados que podem ser computados no local, permitindo uma resposta rápida a eventos imprevistos ou cronológicos. Isso é descrito como computação de ponta, onde a computação ocorre na periferia, e não no centro de dados principal baseado na nuvem.

No evento para imprensa em Nova York para anunciar esta iniciativa, Michael disse: “A Dell Technologies está liderando o caminho para os nossos clientes com uma nova arquitetura computacional distribuída que reúne a IoT e a inteligência artificial em um ecossistema interdependente da borda ao núcleo para a nuvem.”

Esta é uma maneira nova para a Dell desafiar provedores de computação baseados em nuvem, como Amazon e Microsoft. Os clientes gastaram mais com eles para gerenciar a quantidade gigante de dados criados hoje.

Com a computação de ponta, a engrenagem da Dell também pode ser colocada perto de um dispositivo IoT para gerenciar todas as informações que está criando, em vez de esperar que os dados sejam enviados para um centro de dados da nuvem através de uma rede. Os seus produtos e serviços de software podem então ser usados ​​para gerenciar os dados.

IoT é um campo crescente sendo promovido por muitas organizações e governos como a próxima grande plataforma de computação. A empresa de pesquisa Gartner prevê que até 2020, haverá 20,8 bilhões de coisas conectadas, quase três vezes das 6.4 bilhões de coisas conectadas em uso em 2016.

Amit Midha, presidente da Dell EMC para a Ásia-Pacífico / Japão, disse que a quantidade de dados irá aumentar nos próximos anos com trilhões de coisas conectadas online.

Ray O’Farell, gerente geral da recém-formada Divisão IoT, acredita que a nova estratégia da Dell é possível porque três grandes tendências de computação estão se unindo: a disponibilidade de dispositivos IoT de baixo custo, o poder de computação de baixo custo como resultado da computação em nuvem, e a disponibilidade de IA e aprendizagem de máquinas para fornecer os insights.

Fonte: Techgoondu