Com uma meta agressiva de chegar a um milhão de clientes até o final de 2018, a fintech conta.MOBI, acaba de contratar os Correios para que seus usuários de contas digitais possam realizar transações e saque na rede de atendimento da companhia (a lista de agências habilitadas está nas páginas da conta.MOBI ou dos Correios).

O novo projeto terá alcance nacional e permitirá que os clientes conta.MOBI possam efetuar saque e aportar crédito via agências dos Correios por meio de uma conta digital pré-paga Visa.

As soluções da conta.MOBI são destinadas à microempreendedores e pessoas físicas e proporcionam a movimentação de valores por meio de uma conta digital, sem que estejam vinculados a uma rede bancária. Os usurários podem acessar via aplicativo – baixado gratuitamente nas lojas Google Play ou Apple Store ou pelo site da fintech.

“Queremos auxiliar cada vez mais os microempreendedores individuais, bem como todos os nossos usuários (pessoas físicas) a usufruírem de multisserviços que possam otimizar tempo. Para isso, apostamos em oferecer um serviço que será mais um canal de movimentação de conta diferenciado e que estará disponível nacionalmente. A previsão é que até janeiro de 2018 já estejamos vinculados a todas as agências dos Correios”, comenta Ricardo Capucio, CEO da startup.

De acordo com o presidente dos Correios, Guilherme Campos, a contratação contribuirá para melhorar o atendimento aos microempreendedores, que contarão com a capilaridade dos Correios para realizar suas transações de aporte e saque na mais abrangente rede de atendimento do País.

A Visa acredita que o projeto é um excelente exemplo de como a empresa tem apoiado as fintechs brasileiras e seus clientes. As discussões com conta.Mobi, parceira dos Correios nesse projeto, são estratégicas visando a melhor experiência de usabilidade das contas digitais. “As fintechs ganham cada vez mais relevância no ecossistema brasileiro de pagamento. Este projeto tem por objetivo resolver um importante problema das contas digitais: como realizar saques e depósitos sem a existência das agências. Nossa resposta virá com a conexão do mundo digital com o físico por meio da implementação da tecnologia nas milhares de agências do Correios por todo o País”, afirma Eduardo Abreu, diretor executivo de Desenvolvimento de Negócios da Visa do Brasil.

Criada em 2013 na Universidade Stanford e reconhecida em diversos prêmios do segmento, a conta.MOBI possui mais de 30 mil clientes e oferece aos usuários alternativas digitais para receberem seus pagamentos e controlarem todos os gastos sem necessidade de vínculo com instituições bancárias. O cadastro na conta.MOBI é totalmente gratuito e pode ser feito pelo site ou aplicativo, disponível para iOS e Android.

Não é necessário ser maior de idade para criar a conta. Por se tratar de uma conta pré-paga, a conta.MOBI não realiza consulta de renda, SPC ou SERASA, o que torna viável a pessoa que está negativada.

Entre os serviços disponíveis para os usuários da conta.MOBI, estão soluções como:

● Possibilidade de diversos meios de recebimento;

● Emissão de boletos ilimitados com pagamento de taxa só na compensação;

● Máquina de cartão com uma das menores taxas do País para vendas no débito;

● Link de pagamento (ferramenta que possibilita o cliente escolher a forma como deseja pagar sem necessidade de adquirir nenhum equipamento);

● Serviços de internet banking como transferências, saldo e extrato;

● Além do cartão pré-pago Visa que pode ser usado para fazer compras em qualquer estabelecimento credenciado no Brasil e no exterior.

Além disso, o cliente conta.MOBI pode fazer saques na rede Banco 24 Horas em todo o País, e com a contratação dos Correios poderá efetuar saque e aportar crédito na rede de atendimento da empresa. Outro diferencial é o suporte contábil por meio do programa gratuito Contadores do Bem, uma iniciativa da da startup em parceria com a Fenacon, que tem como objetivo oferecer aos clientes o acesso a uma rede de contadores credenciados para tirar dúvidas e dar apoio financeiro.

“Sabemos das diversas dificuldades que os microempresários encontram para administrar suas empresas e, por isso, criamos um programa específico para atender este público que é carente de conhecimento burocrático. Queremos ajudar o microempreendedor a controlar suas finanças de forma econômica, simples e rápida”, ressalta Ricardo Capucio.