Aconteceu na última semana, o lançamento da Agência Nota Registrada, startup apoiada pelo BizSpark, programa da Microsoft que que dá mentoria e disponibiliza os recursos tecnológicos da companhia sem custo para os novos empreendedores. “Viemos de um grupo de consultoria que trabalha há 20 anos no mercado e sempre se relacionou com tecnologias como supply chain e Nota Fiscal Eletrônica”, explica Carlos Alberto Santos, fundador da empresa.

A startup, nascida há 18 meses, tem o objetivo de ser a primeira plataforma de relacionamento colaborativo entre empresas, visando aprimorar seu alinhamento comercial e financeiro por meio de micro-serviços inteligentes. A empresa trabalha com Value Chain Finance, classificação de Riscos e antecipação de Recebíveis de forma disruptiva, com um modelo colaborativo cloud de negócios nas cadeias produtivas, agilizando as transações comerciais, financeiras, logísticas e tributárias, independentemente das soluções corporativas instaladas nas partes.

Carlos Alberto diz que, por ser uma plataforma abrangente, a Nota Registrada tem soluções para diferentes necessidades que atendem desde as grandes empresas até as pequenas.

Para as grandes, alguns dos focos do novo serviço são reforço em compliance, comunicação simplificada com fornecedores e crédito para a cadeia produtiva, com antecipação de pagamentos. Para as médias, a plataforma reduz custos com gestão mercantil e financeira, dá maior visibilidade sobre os processos com clientes e traz agilidade para a solução de divergências. “Nosso objetivo é fazer com que bens, serviços e recursos financeiros fluam da melhor forma possível nas cadeias produtivas”, comenta.

Para as pequenas, Carlos diz que a fintech oferece baixo custo de gestão e geração de todos os documentos necessários, contratação de serviços por demanda (como call center, carta de cobrança e protestos) e apoio institucional no relacionamento e cobrança com o cliente. “Seja a grande empresa, seja o pequeno empresário, todos eles foram abraçados pelo nosso projeto”, explica.

Ao cadastrar uma Nota Fiscal Eletrônica na plataforma da empresa, o cliente tem todas as informações da transação de venda/compra do produto de forma completamente automatizada, sem que seja necessário um acompanhamento constante da situação da compra. Se um comprador não paga um boleto na data, por exemplo, a Nota Registrada entra com ações para entender a situação e alertar este comprador automaticamente, sem que o cliente da plataforma precise dar um comando. Isso pode resultar em uma ação imediata em relação a redução de score de crédito do inadimplente, o que, em média, o mercado leva 47 dias para fazer.

Dentre as soluções da plataforma, está a emissão de duplicatas via tecnologia blockchain, um assistente virtual que realiza follow ups com clientes quando necessário e um hardware que funciona como um GPS, acompanhando as cargas dos clientes em tempo real e fomentando a aplicação da Nota Registrada (hospedada no Microsoft Azure) com as informações sobre entrega e situação dos produtos.

Para Carlos, esta solução da startup pode reduzir em até um terço a mão de obra envolvida neste tipo de transação. A previsão para a fintech para os próximos cinco anos é de que a empresa atenda 30 mil clientes e tenha 45,1% de margem em EBITDA e 70 milhões de dólares em NPV (valor líquido da empresa) Até hoje, a empresa se manteve apenas com capital próprio e o apoio da Microsoft. Carlos diz, entretanto, que a startup está começando a buscar investimento.

Por enquanto, a Nota Registrada está em fase de testes piloto, e nos próximos dias será lançada no mercado.