* Por Exame.com

Na esteira da Porto Seguro, a locadora de veículos Unidas estreou recentemente no mercado de carro por assinatura. O Unidas Sempre Zero funciona como um aluguel de um carro zero quilômetro a longo prazo.

Assim como outros serviços de assinatura, como Netflix ou Spotify, os usuários do Unidas Sempre Zero pagam uma mensalidade para alugar qualquer veículo que quiserem pelo período de 12 a 36 meses. A vantagem é que a responsabilidade pelos custos de manutenção e documentação, além do IPVA e seguro ficam por conta da locadora.

Para Levi Fonseca, diretor executivo da Unidas, os serviços de assinatura são uma tendência mundial e, por isso, há bastante espaço de crescimento do negócio. “As pessoas precisam do carro para uma série de coisas, mas não necessariamente necessitam ter a posse do bem. Há um custo alto envolvido na compra e na manutenção de um veículo, por isso elas estão dispostas a pagar uma mensalidade pela comodidade”, diz.

O serviço da Unidas é calculado individualmente para cada pessoa. O cliente pode escolher qualquer veículo, de qualquer montadora no Brasil e de qualquer potência ou modelo —é possível até optar por carros blindados. Em seguida, ele seleciona o período do contrato e a quilometragem que deve percorrer por ano (caso ultrapasse a quilometragem contratual, haverá cobrança de taxa extra).

A Unidas compra o veículo conforme desejado, calcula o custo com documentação e seguro, e fecha o preço da mensalidade. O plano mais simples, para um carro 1.0 básico, como o Fiat Mobi, por exemplo, por um prazo de 12 meses, sai por cerca de 1.200 reais por mês.

No caso de um carro mais top de linha, como o Toyota Corolla 1.8 GLI, por exemplo, a mensalidade de um plano de 12 meses gira em torno de 3.500 reais. Em 24 meses, cai para cerca de 3.000 reais. E, no período de 36 meses, fica próxima de 2.800 reais, segundo a Unidas.

Quanto mais longo for o prazo contrato, menor serão as mensalidades, que são pagas via boleto. O cliente, segundo a companhia, poderá contratar qualquer veículo desde que o valor da mensalidade não ultrapasse 30% de sua renda mensal. Por isso, é feita uma análise de crédito.

Veja abaixo uma simulação de valores de mensalidade para veículos populares e top de linha:

    Plano 12 meses   Plano 24 meses   Plano 36 meses  
Fabricante Modelo Valor Mensalidade Franquia Km/mês Valor Mensalidade Franquia Km/mês Valor Mensalidade Franquia Km/mês
NISSAN KICKS 1.6 SL R$ 2.696,19 1.000 R$ 2.445,64 1.000 R$ 2.324,56 1.000
NISSAN KICKS 1.6 SL (BLINDADO) R$ 7.166,56 1.000 R$ 4.967,71 1.000 R$ 4.185,74 1.000
CHEVROLET PRISMA 1.4 LT MY LINK R$ 1.561,63 1.000 R$ 1.454,53 1.000 R$ 1.391,15 1.000
RENAULT SANDERO 1.0 EXPRESSION R$ 1.496,84 1.000 R$ 1.331,05 1.000 R$ 1.271,53 1.000
TOYOTA COROLLA 1.8 GLI R$ 3.362,80 1.000 R$ 2.853,45 1.000 R$ 2.629,02 1.000
CHEVROLET ONIX 1.0 LT R$ 1.277,74 1.000 R$ 1.223,20 1.000 R$ 1.188,39 1.000
FIAT MOBI 1.0 DRIVE R$ 1.164,33 1.000 R$ 1.101,20 1.000 R$ 1.064,97 1.000
FORD NEW KA 1.0 SE R$ 1.302,12 1.000 R$ 1.206,98 1.000 R$ 1.173,12 1.000
JEEP RENEGADE 1.8 LONGITUDE R$ 2.599,43 1.000 R$ 2.445,91 1.000 R$ 2.343,13 1.000
FORD NEW KA+ 1.5 SE SD R$ 1.454,17 1.000 R$ 1.362,29 1.000 R$ 1.324,18 1.000

“Um diferencial da Unidas é que o nosso cliente pode sair da loja dirigindo um carro provisório e similar ao que escolheu, até que o novo da fábrica chegue. Além disso, no modelo de assinatura, diferentemente do leasing, o motorista não precisa dar entrada para sair de carro zero”, afirma Fonseca.

O diretor executivo da empresa afirma que os valores do serviço são mais baixos do que a compra de um veículo, considerando que a desvalorização de um carro novo é de até 40% nos primeiros dois anos.Na conta, a Unidas também considera, com base em uma taxa de retorno de 0,74% ao mês (correção monetária + impostos), quanto o cliente ganha em manter o dinheiro no banco ao invés de utilizá-lo de uma só vez para comprar um veículo à vista.

Caso o usuário queira desistir do serviço antes do término do contrato, a multa pelo cancelamento equivale a 4 mensalidades ou a quantidade de parcelas restantes para o fim do prazo, caso sejam menos de 4.Na Porto Seguro, a contratação do serviço deve ser feita por um ou dois anos e tem quilometragem definida: a mínima é de 25 mil quilômetros e, a máxima, de 55 mil quilômetros por ano.

Usuários que excederem o valor contratado pagam 0,70 centavos por quilômetro adicional.Todos os custos de manutenção, documentação, imposto e seguro também ficam por conta da companhia. As mensalidades partem de 1.350 reais caso o usuário escolha um Chevrolet Ônix ou Ford Ka e pode chegar a 5,8 mil reais se o modelo escolhido for um Audi Q3.

Uma diferença para a Unidas é que o serviço oferecido pela Porto garante um bônus para usuários que entregam o carro em bom estado de conservação, que pode se traduzir em redução da franquia do seguro até isenção da primeira mensalidade da renovação do plano.

Caso o usuário queira desistir do serviço antes do término do contrato, a multa pelo cancelamento equivale a 50% do valor das parcelas restantes. O serviço da Porto Seguro é válido para todo o Estado de São Paulo e no Rio de Janeiro, com exceção da região da Baixada Fluminense. Já o Unidas Sempre Zero está disponível em todo o país.

Vale a pena?

Segundo o consultor financeiro e professor da UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina) Jurandir Macedo, o serviço de assinatura de carro zero quilômetro faz sentido para quem troca de veículo com frequência (a cada dois anos, por exemplo) e tem uma remuneração suficiente para cobrir o custo da comodidade.

“As assinaturas de serviços, seja para carro ou outras coisas, estão aumentando. Cada vez que surge uma nova empresa, as taxas caem e ficam mais competitivas”, diz. “No caso do serviço da Unidas, a taxa cobrada, em torno de 1,7% ao mês, é próxima à taxa de um financiamento, mas com a vantagem de a pessoa não ter de arcar com os custos de manutenção do veículo.”

“Se a gente for olhar do ponto de vista matemático, a pessoa tem que pesquisar quanto pagaria de juros em um financiamento do carro. Isso vai variar bastante dependendo do score de cada um (veja como checar sua pontuação de crédito). Pode ser menos de 1% ao mês ou mais de 2% ao mês”, afirma Macedo. “Outra questão é quanto a pessoa tem de dinheiro disponível para dar de entrada. É muito difícil conseguir financiar um carro sem dar nada de entrada.”

O consultor lembra que, para quem não utiliza o veículo com frequência e quer evitar a compra do bem, utilizar serviços de motoristas, como o Uber e seus concorrentes, pode sair mais barato do que fazer a assinatura de um carro. “É necessário colocar na ponta do lápis a estimativa de gastos em cada opção para escolher a mais adequada.”

*Por Anderson Figo, para Exame.com