A Visa anunciou seu apoio às novas Especificações Globais de Pagamento por QR Code da EMVCo, entidade técnica global gestora das Especificações EMV. As especificações abrangem o uso de QR Code apresentados por consumidores e estabelecimentos comerciais para pagamentos digitais. Os QR Codes são códigos de barra bidimensionais, usados para facilitar os pagamentos móveis no ponto de venda.

As novas especificações EMV têm interoperabilidade mundial e foram desenvolvidas pela em parceria com a EMVCo. A tecnologia de QR Code foi habilitada para estabelecimentos comerciais em 15 países, com muito sucesso. Na Índia, Quênia e Nigéria, a tecnologia é atualmente utilizada por bancos e estabelecimentos comerciais parceiros.

“Já notamos um progresso imenso na adoção de sistemas de pagamento por QR Codes padronizados e interoperáveis em países em desenvolvimento”, diz Sam Shrauger, vice-presidente sênior de produtos digitais da Visa. “Estamos trabalhando com os governos e banco central de países como a Índia para desenvolver e implementar soluções de pagamento por QR Code, que ofereçam a conveniência e segurança da Visa, apoiando a jornada rumo a um futuro sem pagamentos em dinheiro.”

Fácil implementação nos estabelecimentos comerciais

A Visa promoveu o crescimento mundial de pagamentos por QR Code apresentado por estabelecimentos comerciais por meio de uma solução inovadora de pagamento móvel chamada mVisa. O mVisa permite que os consumidores paguem produtos e serviços por meio da leitura de QR Code em um smartphone ou pela inserção de um código de estabelecimento comercial em seu celular. O pagamento vai direto da conta Visa do consumidor para a conta do estabelecimento comercial e as duas partes recebem notificações em tempo real. O mVisa é totalmente interoperável, ou seja, o consumidor e o estabelecimento comercial não precisam ser correntistas do mesmo banco. Isso proporciona a mesma conveniência, segurança e confiabilidade da marca Visa.

Pensando nos comércios que desejam aproveitar o potencial dos pagamentos por QR Code, o programa Visa Ready adotou os padrões de QR interoperáveis para desenvolver ferramentas que facilitam a implementação desse meio de pagamento em estabelecimentos comerciais. Como o mVisa é interoperável, uma vez registrados, os estabelecimentos comerciais estão livres para aceitar pagamentos de qualquer país ou banco, com a confiança de que a Visa processará cada transação de forma segura e eficiente.

Pagamentos por QR Code impulsionam um futuro de pagamentos sem dinheiro

Os pagamentos digitais contribuem para que a mudança para um futuro de pagamentos sem dinheiro continue acontecendo. A nova especificação global é um passo importante, pois promove a interoperabilidade e padroniza o ecossistema dos pagamentos por QR Code, que cresce a passos largos no mundo todo. Trinta e três bancos e mais de 328.000 estabelecimentos comerciais da Índia, Quênia e Nigéria já adotaram os padrões interoperáveis enquanto aceleram seus programas de pagamento digital por QR Code.

“O mVisa permite que as transações sejam finalizadas com sucesso, independentemente do serviço da operadora do celular do consumidor, do estabelecimento comercial e de seus respetivos bancos”, diz Shrauger. “Isso resolve um grande desafio dos programas de dinheiro móvel e permite que consumidores e estabelecimentos comerciais escolham seu banco e operadora móvel”.

O Banco Central da Índia incentivou a adoção de pagamentos por QR Codes padronizados para oferecer acesso a pagamentos digitais seguros e de baixo custo a milhões de consumidores e estabelecimentos comerciais. Trabalhando com parceiros, a Visa está convertendo as compras cotidianas que são pagas em dinheiro em pagamentos digitais, por meio de integrações diretas com redes de supermercados e grandes empresas de prestação de serviços públicos.

Ao disponibilizarem QR Codes dinâmicos aos seus consumidores, e uma experiência de pagamento descomplicada, prestadoras de serviços públicos como a Tata Sky, Idea Cellular, Reliance Energy, Mahanagar Gas, redes como a Pizza Hut e redes de supermercados como Nakumatt, Spar e Zucchini estão levando os benefícios dos pagamentos digitais a milhões de potenciais consumidores.

A Visa pretende reproduzir esse sucesso em outros 12 países onde já habilitou o mVisa: Camboja, Egito, Gana, Indonésia, Cazaquistão, Malásia, Paquistão, Ruanda, Tanzânia, Tailândia, Uganda e Vietnã.