No mundo contemporâneo, a mulher do século XXI divide-se entre múltiplas tarefas e personas. A mulher brasileira especialmente dedica-se, entre inúmeras atividades, ao cuidado com sua beleza e bem estar: gasta-se mais com serviços de beleza no Brasil (R$20 bi) do que com alimentação e educação básica (R$17 e R$19 bi), segundo dados da Fecomércio.

Economia de tempo e dinheiro: entendendo a recorrência natural dos serviços de beleza, que expiram semanalmente, e a economia na realização de pacotes ao invés de procedimentos avulsos, nasce a b.pass: a primeira plataforma de assinatura de serviços de beleza do país – para que a mulher possa realizar o procedimento que quiser no salão que for mais próximo de onde estiver.

A empresa é fundada por Maytê Carvalho e nasce de uma spin-off do Beleza de Farmácia, app gratuito para Android e iIOS que oferece conteúdo smart choice beleza. A empreendedora conseguiu investimento-anjo no programa Shark Tank Brasil com a shark Camila Farani, Presidente da Gávea Angels.

Após o investimento, a ACE, considerada uma das melhores aceleradoras da América Latina, decidiu coinvestir com Camila na plataforma. “ Ter escolhido uma boa aceleradora foi fundamental no crescimento e evolução da startup que ainda se encontrava em validação. Meu papel como investidora-anjo está sendo estratégico com conhecimento e networking, porém a capacidade de execução da Maytê é impressionante e preponderante para este bom momento”, relata Farani, que com o novo aporte viu suas ações do modelo de negócio valorizarem.

Durante o processo de aceleração e validação do negócio, a empreendedora percebeu ao conversar com a sua base de clientes que muitas das usuárias do aplicativo consumiam o conteúdo sobre os esmaltes enquanto faziam a unha no salão. “Entendemos que o mercado de serviços de beleza possuía mais ineficiência e dor do que o varejo de beleza, portanto, mais oportunidade.” diz Maytê. O app Beleza de Farmácia continua a existir, agora como uma plataforma geradora de leads para a b.pass, já que possuem uma comunidade de usuárias engajadas que são shoppers de beleza.

A empresa recebe aporte de R$150 mil: “A Beleza de Farmácia pivotou e se tornou a b.pass durante a aceleração. Isso reforça a crença da ACE que o principal é o time, e também a nossa confiança no método de validação. Tanto que agora, já com clientes, elas passaram para o ACE Growth, e terão como desafio escalar seus resultados por meio de marketing e vendas” diz o CEO da ACE Pedro Waergertner.

Os planos para a b.pass, além da venda B2C , é a venda B2B com vendas coparticipadas para RHs de empresa como benefícios para colaboradoras com objetivo de atrair e reter talentos femininos. “Acreditamos que o empoderamento através da auto-estima beneficia não somente a mulher como indivíduo, mas sua performance e relações. Quem cuida melhor de si, cuida melhor de tudo: vive, trabalha e relaciona-se melhor. ”, diz a CEO Maytê.