O Startupi desembarcou em Porto Alegre para conhecer as iniciativas da SAP para o empreendedorismo, inovação e também o SAP Labs Latin America, o primeiro e único centro de desenvolvimento de aplicações e serviços de suporte da SAP na América Latina. Localizado em São Leopoldo (RS), no Tecnosinos, o laboratório é resultado de um investimento de R$100 milhões da SAP no País.

Dennison John (foto de destaque), presidente da SAP Labs Latin America, contou que o centro iniciou as atividades com um grupo de 20 profissionais e hoje conta com mais de 900 colaboradores, focados em pesquisa, desenvolvimento e suporte das soluções da multinacional. “Nos próximos cinco anos, a SAP investirá R$40 milhões para desenvolver soluções de tecnologias voltadas à digitalização do País, utilizando Internet das Coisas (IoT) como parte do portfólio SAP Leonardo, o sistema de inovação digital da SAP”, destaca o executivo.

O SAP Labs Latin America também foi selecionado para sediar um dos quatro primeiros centros de coinovação e transformação digital da empresa no mundo. O SAP Leonardo Center São Leopoldo é o terceiro, depois de Paris e Nova York. A próxima unidade será na cidade indiana de Bangalore e tem previsão de lançamento ainda para este ano.

Os SAP Leonardo Centers atuam como um espaço aberto para clientes e parceiros, com o intuito de acelerar sua jornada de inovação digital utilizando Design Thinking e as capacidades do SAP Leonardo como Internet das Coisas (IoT), Machine Learning, Blockchain, Big Data, Análise de Dados e a plataforma para desenvolvimento de aplicações em nuvem SAP Cloud Platform.

“Ficamos orgulhosos de anunciar a abertura do SAP Leonardo Center no Brasil, criado para ser o nosso showcase de inovação em novas tecnologias para clientes e parceiros. Nosso objetivo é acelerar a transformação digital”, afirma Tanja Rueckert, presidente da unidade de negócios IoT & Digital Supply Chain da SAP.

A escolha do local pare receber um SAP Leonardo Center foi feita por conta dos componentes existentes no moderno espaço de 17 mil metros quadrados da empresa, o que permite que os produtos do SAP Leonardo Center possam ser estruturados e desenvolvidos de maneira inovadora e disruptiva. Atualmente, em São Leopoldo, já existem 30 pessoas trabalhando no portfólio SAP Leonardo, dando suporte local ao SAP Leonardo Center.

Next-Gen

E a SAP está apostando alto no Brasil e na transformação digital a partir da colaboração. Tivemos a chance de conhecer de perto o SAP Next-Gen, espaço dedicado à coinovação, capacitação e atração de estudantes, professores, pesquisadores e startups para trabalharem com o portfólio de soluções de alta tecnologia SAP Leonardo. O espaço está instalado no Portal da Inovação, dentro do Parque Tecnológico da Unisinos, onde a SAP Labs mantém seu Centro de Desenvolvimento e Suporte.

Desenvolvido dentro do conceito global da companhia de abertura à comunidade acadêmica, o espaço quer se consolidar como um posto avançado de troca de informações, conhecimento e ideias, disseminando a tecnologia da empresa junto à nova geração. “Os estudantes universitários são o público que vai tanto consumir quanto produzir soluções tecnológicas”, comenta Daniel Duarte, Executivo chefe de Inovação e Experiência do Cliente da SAP Labs Latin America.

Conheça os pilares do programa:

Next-gen TechSchool – Contempla Workshops gratuitos de tecnologia ligada a tendências e processos. O conteúdo poderá ser técnico, abordando, por exemplo, a plataforma de processamento de dados em tempo real SAP HANA, ou temas de interesse paralelo, como o Design Thinking – com explanações sobre o que é, como utilizar, a quem se destina etc.  Em um primeiro momento esse pilar será focado nos professores universitários da Unisinos. Uma segunda fase abrirá essa oportunidade para  professores universitários de qualquer instituição.

Next-Gen Consulting – Irá rabalhar projetos de coinovação entre universitários, startups e clientes SAP. O diferencial deste pilar é que os desafios são resolvidos pelos estudantes universitários participantes. A cada trimestre, uma empresa-cliente da SAP é convidada a levar um desafio real e os estudantes, contando com a mentoria dos experts da Labs e de ferramentas adequadas, desenvolverão a melhor solução.

Next-Gen University Relations – Proporcionará uma troca de conhecimento entre a Unisinos e universidades como Singularity e Stanford. O programa desse pilar incluirá convites para representantes de universidades – inclusive internacionais – para discussões metodológicas, promovendo o diálogo sobre o futuro das universidades no contexto do desenvolvimento humano. Em foco, nesse pilar, também, a reunião de sugestões complementares a outras cadeiras, como a adoção e ensino de tecnologias de ponta em carreiras como Medicina, contribuindo para uma formação consistente com o cenário atual.

Next-Gen Startup – Promoverá eventos destinados a impulsionar um espírito empreendedor entre os estudantes para que desenvolvam novas oportunidades de negócios.

Em apenas dois meses de abertura do espaço, o Next-Gen já alavancou 15 diferentes projetos, envolvendo mais de 400 pessoas e proporcionando mais de 85 horas de troca de conhecimento.

Startups

Recentemente a SAP lançou o .idea, um programa inédito de empreendedorismo para alavancar novos negócios e fortalecer o Brasil e a América Latina como hub de desenvolvimento de soluções práticas de Internet das Coisas.

O programa é inteiramente gratuito e aceita a participação de empresas, clientes ou não, de qualquer porte e segmento, desde que proponham desafios concretos de seus segmentos de negócio. A meta da iniciativa é ter vários .idea – entre eles o agro.idea, retail.idea, social.idea – a cada três meses. Segundo a SAP, esse formato vai complementar os demais programas de empreendedorismo da SAP no mundo, onde mais de 4,5 mil startups desenvolvem aplicações na plataforma SAP HANA.

“O .idea foi concebido para inverter o modelo tradicional de programas para startups que até hoje investiu em ideias, muitas vezes ainda desconectadas de problemas reais, para só depois encontrar o mercado adequado”, afirma Daniel Duarte, Executivo chefe de Inovação e Experiência do Cliente da SAP Labs Latin America. “Com o mapeamento de problemas reais de indústrias de vários segmentos, o .idea vai abrir oportunidades para empreendedores de toda América Latina se inscreverem para desenvolver soluções de IoT específicas”.

A primeira edição do programa está no ar e 8 startups foram selecionadas para o health.idea, realizado em parceria com a Santa Casa para criar soluções que melhorem o relacionamento da Instituição com os médicos e pacientes, gestão de fila dos leitos, captura de dados na beira do leito entre outros.

Desafio de inovação

Acompanhamos também a final do Innoweeks, desafio de Inovação da SAP. Dessa vez, cinco grupos criaram soluções inovadoras para renomadas empresas como: Burger King, Cielo, Eurofarma, O Boticário e Cementos Progreso (Cempro), da Guatemala. Para desenvolver os protótipos, cada grupo teve a disposição uma sala de projeto, verba em dinheiro (para viagens ao cliente e compras de equipamentos) e a ferramentas como SAP Cloud Platform entre outras, que é a base para o desenvolvimento de aplicativos empresariais na nuvem.

A equipe Fast Food, que foi a grande vencedora do desafio, criou um sistema para a manutenção preditiva das câmaras frias e sistemas de exaustão da rede de restaurantes da Burger King no Brasil. O time de Finanças criou uma identificação digital com nível de autenticação totalmente segura para a Cielo.

O grupo de Cosmética desenvolveu um sistema de monitoramento 100% automatizado para o controle de estoque de produtos, que são distribuídos nas lojas próprias e franqueadas do Boticário. No time da indústria Farmacêutica, a ideia foi elaborar um dispositivo para Eurofarma que apoie os cuidadores e família de pacientes que possuem o Mal de Alzheimer. Já a equipe Construção, desenvolveu uma solução para a Cempro focada no controle de remessas feitas pelos guatemaltecos residentes nos EUA aos seus familiares a fim de garantir o investimento em moradias no seu país de origem.

“É uma excelente experiência para que os profissionais e estudantes possam utilizar a criatividade e inovar dentro de um cenário real. Além disso, é possível absorver conhecimentos com profissionais de diversas áreas e serem responsáveis por criar uma solução que levará a transformação digital para indústrias que movimentam a nossa economia em grandes proporções”, comenta Daniel.

Protótipos que viraram realidade

Criado a partir de um processo de coinovação com a Stara, uma das maiores fabricantes de máquinas agrícolas, o protótipo vencedor da Innoweeks 2015 contribuiu para que a SAP lançasse uma solução global neste ano. A tecnologia transforma dados do campo em informação relevante para o agricultor, resultando em ganho de produtividade e gestão mais eficiente. Baseado no conceito IoT, o novo produto integra telemetria à plataforma SAP Cloud e possibilita aos agricultores monitorar com precisão e em tempo real todas as etapas de plantio.

Fomento à pesquisa e desenvolvimento

O SAP Labs tem investido constantemente em consolidar a América Latina como polo de alta tecnologia. Nos próximos dois anos, a SAP irá promover a integração de startups à cadeia de fornecedores da empresa; apoiar a internacionalização e a atração e alavancagem de investimentos privados em inovação, especialmente aqueles direcionados a projetos de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (PD&I) para o País; e incentivar a capacitação de recursos humanos.

Um dos primeiros setores que será beneficiado é o de agronegócio, segmento que representou 30% do PIB nacional em 2016 e que, utilizando tecnologias, pode levar o País a se tornar uma potência ainda maior na produção agrícola. A coinovação é positiva para qualquer mercado no mundo, sobretudo no Brasil, onde as companhias têm necessidades específicas e buscam soluções localizadas para atender o mercado.