Alinhado à estratégia de inovação adotada por um dos maiores grupos de energia do Brasil, o Instituto AES anuncia parceria com a Artemisia, pioneira no país no fomento e apoio a negócios de impacto social. Essa aliança tem como objetivo elaborar uma Tese de Impacto Social em Energia – levantamento inédito a ser lançado em novembro, que reunirá os desafios enfrentados pela população de baixa renda no Brasil, relacionados à energia, e apontará as oportunidades para negócios de impacto social que enderecem esses desafios de forma escalável – e selecionar um negócio a ser acelerado neste segundo semestre.

As inscrições estão abertas até 18 de agosto e podem ser feitas por este link.

O apoio do Instituto AES ao programa Aceleradora da Artemisia permitirá potencializar um negócio de impacto que tenha uma solução inovadora e que possa crescer e beneficiar um grande número de pessoas. A AES Brasil ainda contribuirá com acesso à experiência, conhecimento e outros ativos da empresa. “Acreditamos na força do empreendedorismo para criar oportunidades de desenvolvimento e melhorar a qualidade de vida das pessoas.Ao investir na identificação e apoio a um negócio com solução eficaz em energia, queremos ampliar a capacidade de impacto social dessa solução”, afirma Luiz Rielli, diretor do Instituto AES.

Tese de impacto

Por meio do apoio ao desenvolvimento da Tese, que será executada pela Artemisia, o Instituto AES busca gerar conhecimento e indicar caminhos concretos sobre como os negócios de impacto social, relacionados à energia, poderão contribuir com a melhoria da qualidade de vida da população de baixa renda no Brasil. Com a Tese concluída, a proposta é disseminar a análise, a fim de estimular empreendedores, empresas, institutos/fundações empresariais e investidores, entre outros atores, a apostarem em negócios de impacto social. Na prática, o levantamento apoiará a seleção de um negócio para a fase de aceleração e será um marco para o surgimento de novos negócios de impacto social.

Segundo Maure Pessanha, diretora-executiva da Artemisia, a organização buscará ativamente empreendedores com genuína intenção de gerar impacto social positivo dentro da temática energia, por meio de startups inovadoras com propostas disruptivas de produtos e serviços voltados às necessidades da baixa renda. “Buscamos soluções acessíveis, de baixo impacto ambiental, que visem à eficiência energética, consumo consciente, geração distribuída e fontes alternativas de energia, entre outras. Além disso, nosso olhar está direcionado para empresas que possam proporcionar maior autonomia a indivíduos e comunidades, com modelos adequados às demandas, que geram benefícios à qualidade de vida e melhoram indicadores socioeconômicos locais para, ao final, selecionarmos um negócio que será acelerado ainda este ano”, afirma a executiva.

Com a parceria, o Instituto AES marca uma nova etapa do investimento social privado da AES Brasil, que traz a inovação social como tema transversal das iniciativas. “Escolhemos a Artemisia como parceira nesse momento por termos um forte alinhamento de estratégias e o compromisso de buscar soluções inovadoras de alto impacto social”, afirma Rielli. A parceria com a Artemisia se encaixa no pilar de Inovação para Desenvolvimento Social, cuja proposta é focar em negócios de impacto social relacionados à energia.

A iniciativa está em alinhamento aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Organização das Nações Unidas (ONU). Energia, por ser um setor estruturante e transversal, tem potencial para contribuir com objetivos relacionados à saúde, educação, acesso à água e saneamento, segurança e cidades sustentáveis, além do objetivo direto – número 7: ‘energia limpa e acessível’.