O Espresso, plataforma que registra e controla despesas corporativas para pedido de reembolso, é a primeira startup a receber investimento do GVAngels, grupo de investidores-anjo formado por ex-alunos da Fundação Getúlio Vargas. O total do aporte foi de R$600 mil, um coinvestimento com o fundo BVC, Brazil Venture Capital.

O aplicativo, disponível para Android e iOS, permite que o usuário insira de forma fácil os gastos gerados no dia a dia e durante viagens corporativas, gerando mais praticidade no processo e facilitando a gestão e controle de gastos pela empresa. Para usar, basta tirar uma foto do comprovante, selecionar a categoria (como alimentação, transporte, hospedagem, quilometragem e outras) e indicar o valor e motivo da despesa.

O relatório é gerado de forma automática e enviado à empresa. Voltado principalmente para pequenas e médias empresas, há ainda planos disponibilizados, em versão mais completa, que permitem integrar os dados diretamente com o setor responsável para controle da companhia.

“O processo normal costuma ser demorado e o Espresso vem automatizar e facilitar a prestação de contas. Isso gera mais agilidade e economia de tempo para que o colaborador possa focar mais no que precisa”, afirma Guilherme Tângari, CEO e cofundador do Espresso. Nos últimos seis meses, o número de usuários cresceu 53% ao mês e o número de empresas usando a plataforma aumentou em 31%.

Agilidade para investir

O grupo de investidores GVAngels nasceu em 2017 com a proposta de gerar oportunidades a seus membros que buscam investir em startups com potencial de crescimento. Formado por ex-alunos da FGV, todos investidores com alto gabarito e experiência nesse ecossistema, os anjos se reúnem bimestralmente para discutir e analisar propostas de soluções recém-lançadas no mercado. Nestas ocasiões, são convidados também alunos da instituição de ensino para assistirem aos pitches com o objetivo de despertar a veia empreendedora em futuros profissionais do mercado e ajudá-los a entender como avaliar uma startup.

“Uma das principais características do GVAngels é a agilidade e nosso grupo conseguiu imprimir esta marca neste primeiro investimento no Espresso”, explica Ricardo Fogaça, membro associado e investidor do GVAngels, que liderou o processo de investimento do grupo no Espresso. “Sabemos que uma rodada de captação consome um tempo precioso do empreendedor – que poderia ser dedicado à operação da startup. Por isso, acreditamos que um processo rápido tem um enorme valor para todos os envolvidos”, acrescenta Mike Ajnsztajn, idealizador do GVAngels, sobre a importância do tempo curto de análise.

A cada dois meses, o grupo convoca quatro projetos pré-selecionados em encontros chamados fóruns, quando decidem se darão prosseguimento a due diligence. A preferência é por empresas que já foram aceleradas em aceleradoras ou já tenham um MVP (mínimo produto viável) com tração inicial.

O próximo fórum já está marcado para outubro. Para participar da seleção, as inscrições devem ser feitas até o dia 31 de agosto no site do grupo. Os proponentes devem enviar as informações conforme o regulamento e um vídeo de apresentação.

Quem tiver a chance de ganhar a confiança do GVAngels no avanço das negociações contará com uma rede de profissionais de diferentes backgrounds e áreas distintas, como o caso da Espresso, em que um grupo de 12 pessoas resolveram entrar como investidores.

“Durante todo processo de due diligence e negociação, a interlocução com o empreendedor aconteceu através de um único ponto de contato – o investidor líder do grupo de anjos. Concluído o investimento, os investidores do GVAngels foram engajados para colocar sua expertise e sua rede de contatos à disposição da startup”, explica Fogaça.