O BMG UpTech acaba de lançar a primeira edição do seu programa de aceleração, em parceria com a ACE, uma das melhores aceleradoras de startups da América Latina. O objetivo é selecionar ideias inovadoras, criativas e viáveis, envolvendo as áreas de agricultura, logística, energia e fintechs.

O benefício para os selecionados é um aporte de até R$ 150 mil, coworking e assessoria gratuitos para o desenvolvimento do projeto, durante um período de até 10 meses, além da possibilidade de investimentos e elaboração de pilotos com o Grupo BMG.

O foco do programa envolve as seguintes teses:

  1. Logística e distribuição energética: soluções voltadas para administração de ativos de energia, tais como torres de transmissão, centrais integradoras e serviços de campo;
  2. Energia limpa: soluções de otimização de parques eólicos;
  3. Agricultura: produtos e serviços que busquem a integração da cadeia agrícola, em seus mais diversos estágios de cultura, plantio e colheita;
  4. Fintech: soluções disruptivas em geral, envolvendo todas as esferas do mercado financeiro, tais como meio de pagamento, blockchain, peer-to-peer, microcrédito, plataformas tecnológicas de integração etc.

O CEO do BMG UpTech, Rodolfo Santos, explica que esses segmentos foram escolhidos pela sinergia com outras empresas do Grupo BMG. “Nossa intenção é atuar como parceiros das startups, colocando nossa experiência a favor desses empreendedores, e, principalmente, facilitando o acesso a clientes, fornecedores e parceiros do Grupo”, ressalta.

Ele acrescenta que as startups também poderão ser contratadas como fornecedoras de serviços tanto para o Banco quanto para o Grupo BMG. As inscrições estão abertas e podem ser feitas até o dia 18 de agosto, diretamente em um formulário disponibilizado neste link.

O lançamento da primeira edição do programa de aceleração do BMG UpTech coincide com o aniversário de um ano da empresa. Criada com a missão de atuar como elo entre boas ideias e o mercado, a companhia tem consolidado esse posicionamento. Nesse período, iniciou o investimento direto em cinco startups (Aduana Web, Capta Money, Next Agro, Quartilho e Simplifica Frete), que já trabalham em um andar na sede do Grupo BMG, em Belo Horizonte. Além disso, aguarda a seleção de outras, inscritas nos programas Fiemg Lab, Startups Connected e Lemonade, para a efetivação de novas parcerias.