Imagine uma lâmpada de LED movida à energia solar com sensor que capta o movimento e ilumina a calçada sempre que o pedestre passa por aquele local, melhorando a segurança de quem caminha à noite na cidade. O Luz Legal foi um dos projetos desenvolvidos no Solution Jam, workshop realizado durante um dos maiores eventos de desenvolvimento e tecnologia do país, o TDC 2017, The Developer’s Conference. O evento aconteceu dias 21 e 22 de julho, na Faculdade Anhembi Morumbi. O Solution Jam foi patrocinado pelo Banco Itaú e organizado pela Horizon Four juntamente com a incubadora de projetos Cidade Viva, de iniciativa do vereador Police Neto.

O objetivo do Solution Jam foi criar plataformas tecnológicas para melhorar a vida do pedestre na cidade de São Paulo, tendo como base a Lei do Estatuto do Pedestre, de autoria do vereador Police Neto. O workshop contou com a participação de Sérgio Avelleda, secretário municipal de Transportes e Mobilidade. “Temos muito orgulho de ter sancionado o Estatuto do Pedestre. A lei é o reconhecimento da importância da mobilidade ativa e da elaboração de políticas públicas voltadas ao pedestre. Todos nós podemos ser motorista, motociclista e ciclista, mas todos nós também somos pedestres em algum momento do dia. O pedestre é o elo mais frágil da corrente, mais propenso a riscos e a acidentes. Ter um Estatuto em São Paulo que defina políticas públicas voltadas ao pedestre é muito importante”, disse Avelleda.

O workshop teve a participação de desenvolvedores, designers e pessoas do ramo de negócios. Foram usadas tecnologias como IoT, Chatbots e aplicativos combinados com técnicas de Design Thinking orientadas pelas consultoras Cíntia Citton e Vania Teofilo, ambas especialistas em Design Thinking.

Outro grupo que participou do workshop apresentou a proposta do aplicativo Appedestre. Através dele, qualquer pessoa pode indicar a localização de calçadas onde ocorrem acidentes ou existem buracos, pavimentos mal cuidados ou obstáculos nas vias de pedestre. O aplicativo pode servir como referência para que a Prefeitura tome conhecimento dos principais problemas nas calçadas da capital.

“Quanto mais pessoas circularem a pé, melhor a qualidade de vida na cidade. E o desafio de São Paulo é garantir calçadas cada vez mais seguras aos pedestres. O Solution Jam foi criado justamente com este objetivo”, afirmou o vereador. O projeto Luz Legal, além da criação do dispositivo luminoso, propõe ensinar a confecção do dispositivo às comunidades de bairro.

Confira o vídeo e veja detalhes do que rolou!

Ambos os projetos continuam em desenvolvimento pelas equipes participantes. As plataformas finais serão apresentadas à Secretaria de Transportes e Mobilidade no dia 16 de agosto, durante a divulgação dos finalistas do Hack In Sampa, outra iniciativa da Horizon Four e da Incubadora de Projetos Cidade Viva. O Hack In Sampa reuniu equipes de hackers que competiram entre si para desenvolver ferramentas de combate à corrupção.