Nas últimas semanas, a Órama DTVM, fintech de investimentos online, anunciou a compra de uma parte minoritária da empresa pelo grupo Globo. O anúncio foi realizado sem informações sobre o valor da transação e o tamanho da fatia agora controlada pela detentora da TV Globo.

De acordo com especialistas do segmento, a entrada da família Marinho no setor startups financeiras se deve mais a um investimento pessoal do que estratégia corporativa. O grupo, entretanto, já esteve presente no segmento financeiro por meio do banco Roma, vendido para o Arab Banking Corporation nos anos 1990.

A Órama foi fundada em 2011, sendo a primeira plataforma de investimentos 100% digital do País, e criada por ex-sócios da corretora Ágora, empresa vendida ao banco Bradesco em 2008.

A aquisição de parte da fintech pelo grupo Globo se deu pouco tempo após a compra de quase 50% da XP Investimentos pelo Itaú, por R$5,7 bilhões.

“A parceria com a Órama se revela uma excelente oportunidade em finanças online, um setor dinâmico, que experimenta altas taxas de crescimento no cenário brasileiro e mundial”, explicou o grupo Globo em comunicado.