Com o avanço da tecnologia, cresce também a necessidade de ampliar os níveis de segurança em diversos segmentos e processos, principalmente no ambiente digital. Assinatura eletrônica, token e biometria já estão associadas à segurança financeira em bancos. Mas, como controlar o acesso físico às instituições com precisão quase infalível? Como assegurar que uma pessoa, e só ela, poderá fazer uma prova de faculdade via web? Essas perguntas passam a ter resposta com a atuação da tecnologia própria de biometria facial da startup brasileira FullFace, que assegura 99% de acurácia para seus clientes.

Com velocidade de reconhecimento de menos de um segundo, a solução da empresa determina um CPF facial para cada indivíduo, com um sistema que facilmente se integra a hardwares e softwares, facilitando processos de autenticação biométrico facial web e mobile. Atualmente, o reconhecimento facial da maioria dos provedores é de apenas 86 pontos dos rostos das pessoas. Com tecnologia inovadora e algoritmo próprio, a solução da FullFace chega a 1024, garantindo maior precisão no reconhecimento biométrico individual com uma velocidade de processamento muito superior e baixo consumo de memória.

“Nossa tecnologia torna o processo de segurança algo personalizado, automatizado, simples e rápido. Além disso, possibilita um amplo monitoramento e uma assertividade que nenhuma outra forma permite. Digital, identificação por retina, íris e voz são pouco práticas e não possibilitam interações automáticas, o que as encarecem e inviabilizam”, afirma Danny Kabiljo, CEO da FullFace.

O sistema tem aplicação para controle de entrada e saída em ambientes, além de outras variáveis que possibilitam uma sensível evolução dos níveis de controle de individualidade, como por exemplo, abertura de conta corrente mobile, realização de prova web, antifraude, relacionamento com cliente, controle de ponto remoto, seguradoras, atendimento personalizado, CRM, monitoramento em estádios, acesso a ambientes restritos, identificação de suspeitos e até cadastro e credenciamento em feiras e eventos.

Recentemente, a empresa implementou sua solução na GOL Linhas Aéreas Inteligentes. O Selfie Check-In, um recurso que usa o reconhecimento facial para a realização do check-in, já está disponível para todos os clientes da companhia, por meio do aplicativo da empresa no celular. A GOL é a primeira companhia aérea no mundo a oferecer essa possibilidade aos passageiros, tanto em voos domésticos quanto internacionais.

Para usar a ferramenta, basta que o passageiro faça o cadastro da sua biometria facial, sem necessidade de inclusão de qualquer outro dado adicional, nem mesmo o localizador da viagem. Nos seus próximos voos, o check-in poderá ser feito no aplicativo apenas com o reconhecimento facial do cliente.

“Implementamos a solução em maio e, desde então, a ferramenta esteve em testes internos e também com alguns clientes para verificação e apuração da ferramenta. Agora, todos os passageiros já podem usufruir deste recurso inédito pelo aplicativo”, finaliza Paulo Palaia, Diretor de Tecnologia da GOL.