A Bossa Nova Investimentos, que tem como meta fechar o ano de 2017 com 200 startups no seu portfólio, continua a ampliar sua atuação em diferentes países e continentes. Em 2016 anunciou a inauguração de sua nova operação em Miami. Em 2017 as negociações se estenderam até Argentina, Uruguai, Chile e México. Agora ao investir na Everyday People a empresa de Micro Venture Capital dá início a sua operação na Ásia.

Para conhecer melhor o mercado e entender um pouco mais do ecossistema, Pierre Schurmann e João Kepler participaram do RISE em Hong Kong. “Começamos nossa expansão internacional através do nosso escritório nos EUA e os diversos investimentos que já realizamos neste mercado, 97 até o momento. Entendíamos a importância de expandir nossa atuação até a Ásia e essa viagem confirmou este fato e veio de encontro ao que esperávamos encontrar, tanto que não apenas abrimos o escritório como já efetivamos nosso primeiro investimento. Acredito ser um importante passo rumo ao que pretendemos que é entrar efetivamente no mercado chinês e realizar trocas de conhecimento e negócios entre o Brasil e China”, explica Pierre Schurmann – Managing Director da Bossa Nova.

A escolhida para dar início aos trabalhos na Asia – Everyday People, usa o perfil dos usuários do Facebook para que eles possam ganhar dinheiro com suas interações. O modelo de receita da startup é baseado em gerar renda de publicidade que tem se destacado pelo número de usuários do Sul e do Sudeste Asiático, é um meio de alavancar seus contatos para fazer US$2 ou mais com o clique de um botão.

A longo prazo, o Everyday People tem um potencial de monetização muito óbvio quando analisado pelos principais líderes de opinião, cujas redes sociais estão maduras para a colocação de produtos e a correspondência de negócios. Imagine ter 100.000 seguidores e poder falar com eles todos os dias vendendo para seus amigos, você sabe o que sua base de fãs gosta e você realmente pode monetizar seus relacionamentos, essa é a ideia.

“Investimos em Startups com times extraordinários, que já estejam validadas no mercado e que demonstrem capacidade de escalar, afinal, este é o nosso trabalho: dar total suporte para que nossas investidas cresçam e se consolidem no mercado/país em que atua. É uma experiência incrível pela oportunidade de analisar os estilos de apresentação dos empreendedores. Claro, você nunca vai receber o nível de detalhe necessário para tomar uma decisão de investimento em 10 minutos ou menos, a maioria das startups deve apresentar suas ofertas, você pode acompanhar isso. Mas um bom discurso ou apresentador deve pelo menos prender seu atenção e te fazer ter interesse de conhecer mais sobre o negócio”, conclui João Kepler, Lead Partner da Bossa Nova.