Com mais de 15 anos de carreira e dona de seu próprio escritório, a arquiteta Vanessa Prado Lopes notou que seus clientes tinham sempre a mesma impressão de que contratar um profissional para fazer um projeto de decoração era caro e o investimento também não valia a pena porque eles não precisavam necessariamente de uma assessoria completa, mas apenas de algumas dicas que os ajudassem a tirar dúvidas para encontrar objetos, móveis e cores alinhados com seus estilos. 

Em conversa com a amiga e empreendedora Fernanda Leão, surgiu a ideia de criar uma plataforma digital em que arquitetos e decoradores pudessem atender um número maior de clientes e desenvolver propostas de forma rápida, simples e prática com custos mais reduzidos.

Com uma equipe virtual formada por talentos de diversos estilos prontos para prestar atendimento online, os clientes poderiam contar com uma ajuda profissional a um preço bastante acessível e os profissionais conseguiriam aumentar seus ganhos otimizando tempo e recursos.

Nasceu assim a Archie, startup que já na fase beta demonstrou ter um modelo de negócios com alto potencial para escalar e atrair investidores.  “Pensamos em como criar uma plataforma de desintermediação para este mercado, já que há um grande número de profissionais com tempo disponível e, do outro lado, clientes que querem repaginar ou montar a casa nova sem precisar pagar uma fortuna”, diz Vanessa.

“Com a Archie, os profissionais não precisam atravessar a cidade para visitar a casa do cliente e desenhar projetos dissonantes com seu estilo e muito acima do orçamento planejado”, acrescenta Fernanda.

É tudo realmente muito simples. 

 Os profissionais que desejam integrar o time da Archie devem encaminhar seus portfólios e curriculum, que são submetidos a uma curadoria. Uma vez aprovados, eles têm acesso ao sistema e passam por um teste de estilos para identificar quais estão aptos a atender.

Além de todo ambiente online para atendimento aos clientes, a plataforma inclui ainda uma ferramenta para desenhar a proposta de decoração. Ao entregar o trabalho de consultoria, o profissional recebe 70% do valor faturado pela Archie, que cobra um preço mesmo bem em conta – R$299 por ambiente.

Já o cliente acessa a plataforma e também faz um teste de estilo. Depois, para dar referências, sobe fotos do ambiente e uma planta baixa ou croqui, além de poder fazer o upload de imagens do Pinterest, fotos de revistas ou mesmo da casa de um amigo.

Após realizar o pagamento, é direcionado ao seu painel, onde encontra informações sobre o profissional e um porftfolio de trabalhos para se certificar que tem a ver com seu estilo. A partir daí, todo atendimento é realizado online até receber um painel de estilo, a planta e a proposta de decoração.

Investimento

Passados dois meses do início do desenvolvimento do projeto, Vanessa e Fernanda partiram em busca de apoio para fazer a startup decolar. Decidiram, então, participar do Empreenda, programa do Insper, e acabaram conquistando o primeiro lugar na categoria Executiva, o que já rendeu boas credenciais para chamar atenção do mercado investidor.

No final do ano passado, atraíram um investidor-anjo, Claudio Dall’Acqua, que aportou capital no negócio. A premiação do Insper incluiu também passar uma semana em fevereiro passado dentro da Triple Seven Investments, comandada pelos investidores Rubens Medrano Filho, Gilberto Fischel e Vitor Kawamura.

“A sinergia foi tanta que na sequência entramos em negociação com a Triple Seven, que além de estrutura está agregando enorme valor com seu ecossistema e mentoria”, observa Vanessa.

“Os investidores avaliaram que a Archie traz um modelo revolucionário que irá causar um forte impacto no mercado de arquitetura e decoração. Vamos ajudar a cortar o caminho entre os profissionais e os clientes, permitindo que muitos deles contratem uma assessoria qualificada pela primeira vez”, comemora Fernanda.

O projeto da Archie prevê também a integração de fornecedores de móveis, objetos e produtos para estruturar um enorme marketplace digital com ofertas especiais.

“Na medida em que atrairmos um grande número de profissionais e clientes iremos contar com diversos parceiros, o que irá facilitar ainda mais o desenho de propostas de decoração e a realização do sonho em um só lugar, sem precisar sair de casa e bater pernas nas lojas. Nossa expectativa é cadastrar 100 arquitetos e decoradores e entregar 2000 projetos no primeiro ano de operação da Archie”, finaliza Vanessa.