A Microsoft Brasil vai participar da iniciativa do Banco Central do Brasil (BC) de apoio à inovação em fintechs no sistema financeiro. O anúncio de que o BC abriu a possibilidade para que provedores de serviço de nuvem participem do projeto foi realizado ontem, dia 6 de junho, por Marcelo Yared, chefe do Departamento de Tecnologia da Informação (Deinf) do Banco Central do Brasil durante Congresso Ciab FEBRABAN, que ocorre em São Paulo. A Microsoft se dispôs a participar fornecendo o ambiente Azure em regime de testes ou provas de conceito.

Com a plataforma Azure, líder em cloud para empresas e governos no mundo todo, a Microsoft dispõe de um portfólio completo de serviços – de infraestrutura, plataforma e software (Iaas, Paas e SaaS). Com um alcance global que cobre 32 regiões, a Microsoft tem mais de 100 datacenters distribuídos pelo mundo, sendo que o Brasil é o primeiro país da América Latina e do Hemisfério Sul a ter centros dedicados ao Azure, ao Office 365 e ao Dynamics 365.

A Microsoft está comprometida em fornecer uma nuvem com inteligência para combater ameaças e um ecossistema de nuvem com forte proteção contra ameaças de segurança. Dos US$ 12 bilhões de dólares que a Microsoft investe anualmente em pesquisa e desenvolvimento, US$ 1 bilhão é destinado exclusivamente à segurança.

Como demonstração de seu compromisso com a transparência e a segurança da informação, a Microsoft inaugurou em Brasília em 2016 um Centro de Transparência, o quinto deste tipo no mundo inteiro. No local, instituições do governo podem acessar e verificar o código-fonte dos produtos da companhia num ambiente protegido, além de conhecer uma central de inteligência de informações relacionadas à segurança cibernética.

“Grandes transformações estão ocorrendo nos serviços da indústria financeira e a tecnologia é primordial para prover vantagem competitiva aos bancos. Utilizando a plataforma de nuvem da Microsoft, as organizações ganham vantagens tecnológicas e econômicas para seu negócio. Isto é consolidado pelos investimentos da Microsoft em segurança, transparência e conformidades regulatórias que permitem aos bancos inovar com responsabilidade”, afirma Sanjay Jacob, diretor global de nuvem inteligente da Microsoft Corporation.