PUBLIEDITORIAL
Promover um evento para agregar valor para sua marca, que engaje seu público, conquiste clientes e que reduza agressivamente seus gastos com marketing é mais fácil do que você imaginava
A economia compartilhada e o empreendedorismo digital fortaleceram uma palavra que estava um pouco esquecida nas décadas passadas: a COLABORAÇÃO. As novas tecnologias mostram para o mundo, cada vez mais, que o potencial do coletivo é o potencial de cada um e que a vida só existe através das relações.
Antes de começar, você deve entender que só através de uma experiência real de colaboração você consegue engajar verdadeiramente seu público. Em um mundo cada vez mais colaborativo, surge nas pessoas uma ânsia por conexões, pela troca saudável de informações, ideias, conhecimentos, tornando essa rede cada vez maior e mais colaborativa.
Conversamos com a startup Celebrar sobre o ecossistema de startups de São Paulo e sobre os eventos relacionados a tecnologia e inovação. Abaixo, três dicas principais reveladas por elas para agregar valor à sua marca ao promover eventos:
1 – Foque em COLABORAÇÃO e CONEXÃO 
Compartilhar conhecimento é sempre o caminho mais nobre. As pessoas vão lembrar de você pelo o que você as fez sentir e não pelo o que você disse. Por isso, um bom evento vale mais do que muitos anúncios pagos. Quando você oferece uma vivência relevante, você nunca será esquecido por quem viveu tal experiência.
2 – Não tente lucrar com a venda de ingressos, isso vai queimar seu filme
O que você vai ganhar no evento da sua empresa é muito mais do que qualquer venda de ingressos faria por você. O lucro vem em forma de clientes, relevância e credibilidade no assunto principal do evento – assim você faz sua máquina girar e ainda causa um impacto positivo na sociedade. “Sabemos que ainda existem eventos mal organizados no ecossistema de startups, porém sabemos que bons eventos são essenciais para o amadurecimento e fortalecimento de um ecossistema cada vez mais colaborativo e evoluído”, conclui Patricia Cella, COO da Celebrar.
3 – Não jogue essa missão na mão do profissional de marketing da sua equipe
Jogar a produção de um evento na mão do profissional de marketing, é como jogar seu bug de PHP para o designer resolver. Às vezes até dá para quebrar o galho, mas gasta-se muito mais tempo e coloca-se em risco o resultado final. A melhor coisa para se fazer é economizar os braços do seu time para que ninguém perca o foco no que faz.

Patricia Cella (COO), Camila Florentino (CEO) e Monna Santos (CTO)

Ninguém tem tempo para o ping pong de e-mails com fornecedores de serviços para eventos e muito menos para essas longas negociações por telefone. É a primeira coisa que vem na cabeça, mas nós encontramos uma startup que resolve isso: a Celebrar utiliza a tecnologia para facilitar a organização de um evento através de sua base com mais de 450 fornecedores cadastrados que atuam em São Paulo, assim, o tempo de cotação e escolha de fornecedores é muito mais rápido e o valor gasto é menor do que nas agências tradicionais.
“As empresas tradicionais de eventos cobram uma taxa oficial que varia entre 10 e 20%, além disso, existe uma diferença entre o valor apresentado ao consumidor e o real valor pago ao fornecedor de, em média, 30% dependendo do serviço. Na Celebrar, o cliente vê o valor real do fornecedor – que na maioria das vezes também é menor do que o valor das compras diretas com o próprio fornecedor – e o fornecedor é quem paga 10% de comissão para a Celebrar pois não precisa investir em divulgação antes de concluir a venda e consegue maximizar sua capacidade de carga deixando as vendas com a gente. Na Celebrar, 90% do seu investimento vai para o evento e no processo com as agências tradicionais até 50% do valor somente paga taxas e comissões”, explica a mágica Camila Florentino, CEO da Celebrar.
Além do preço, a Celebrar é diferente das agências “normais” em um outro ponto também bastante gritante: elas respiram tecnologia. “Na tecnologia quase tudo é possível, inclusive impactar um mercado ainda tão tradicional como o mercado de eventos. Aprendemos a validar e invalidar hipóteses de forma simples e rápida, criando algo cada vez melhor para os usuários consumidores e fornecedores”, afirma Monna Santos, CTO da Celebrar.
Se você pensa “nem reduzindo os preços eu terei recursos para custear um evento”, nós também temos um segredinho: a sua “persona” com certeza também é a persona de outras marcas que não são suas concorrentes e que também se interessam em conquistar novos clientes, ampliar o alcance da sua marca e estreitar o seus relacionamentos. Que tal se unir para um ganha-ganha? É possível captar patrocínio ou ativação de diferentes marcas para a realização de um evento e reduzir mais ainda os seus custos. Lembre-se que a palavra mágica dos novos tempos é COLABORAÇÃO.
A startup Celebrar também vende um serviço exclusivo e opcional de produção do evento. Assim, você pode garantir uma equipe altamente capacitada para orquestrar seu evento enquanto você se preocupa com o que realmente te interessa: suas CONEXÕES.
“Algo que o ecossistema de startups de São Paulo nos ensinou nessa trajetória é juntos nós somos muito mais fortes. Evoluímos muito graças ao apoio e ajuda de inúmeras pessoas que nos cederam tempo e dedicação, colaborando para criarmos algo novo. Por isso, não medimos forças para apoiar outros empreendedores dedicados a causar impacto e melhorar a vida das pessoas, assim como nós”, completa Camila Florentino.