A Tikal Tech é uma empresa de tecnologia especializada em soluções para o segmento jurídico. Fundada em 2015, já desenvolveu duas plataformas voltadas para profissionais e uma para a pessoa física que, juntas, somam mais de 170 mil usuários. A próxima grande colaboração com o movimento disruptivo das LegalTechs é o lançamento do ELI, o primeiro robô advogado do Brasil.

ELI é a sigla em inglês para Enhanced Legal Inteligence ou Inteligência Legal Melhorada, na tradução livre. Um nome que representa tanto o perfil da Tikal, que une o amplo background jurídico e de tecnologia de seus fundadores a favor da evolução da área, quanto a missão do próprio robô, criado para dar maior produtividade e escala aos advogados. Um assistente personalizado, dedicado a otimizar processos e garantir ao profissional tempo para atenção ao cliente e dedicação ao trabalho intelectual, ativos valiosos e que não podem ser automatizados.

Operacionalmente, o ELI pode ajudar com a coleta de dados, geração e organização de documentos, execução de cálculos, formatação de petições, interpretação de decisões judiciais, auxiliando a escolha de modelos aplicáveis aos casos e uma série de outras ações repetitivas. Em outra ponta, a capacidade de análise de uma grande quantidade de dados, de forma precisa e em questão de segundos, permite ao advogado o aumento da escala de atendimento, agilidade na tomada de decisões e preços justos sem sacrificar a qualidade.

“Em processos contra a cobrança de taxas indevidas na conta de luz, por exemplo, que geralmente não têm valores muito expressivos, o tíquete não atrai frente à mecânica processual. Agora com um sistema que torna factível o trabalho e controle de vários processos na mesma linha, com a mesma qualidade de entrega, o cenário passa a fazer mais sentido”, explica Derek Oedenkoven, CEO da Tikal Tech. “O ELI torna economicamente viável e atrativo para advogados e seus clientes promoverem ações para restituição deste imposto, promovendo assim um acesso ampliado da população a seus direitos. A mesma lógica pode ser aplicada a inúmeras outras situações.” complementa Derek.

Inédito no Brasil

Existem outras plataformas jurídicas no Brasil, mas o ELI é o primeiro robô-assistente. Pensado para ser o alter ego do advogado, programado por ele para ser perfeito para ele ou para seu escritório. Com habilidades específicas de autosserviço jurídico, acompanhamento de carteiras e rotina de processos, assessoria em colaborações (união de advogados com diferentes especialidades), relatórios inteligentes (analíticos e não apenas descritivos), e atendimento automatizado, que possibilita a programação de respostas aos clientes na forma de chatbot.

O ELI segue o exemplo de outros sistemas inteligentes no mundo, como o ROSS, robô da Baker & Hostetler, uma das maiores bancas de advocacia dos EUA. Ele ainda não atua em tribunais, mas opera como fonte inesgotável de informações, com capacidade de processar 500 gigabytes, ou um milhão de livros, em apenas um segundo. E, também, o robô LISA, desenvolvido para a automatização de documentos de confidencialidade na Inglaterra, mas com tecnologia genuinamente brasileira desenvolvida em parceria com a Tikal Tech.

Revolução no universo jurídico

A Tikal Tech nasceu da experiência de mais de 30 anos do advogado Antonio Maia, que ao longo da carreira teve contato com dezenas de softwares que não atendiam de maneira adequada. “Pecavam pela complexidade, alto custo e funcionalidades não relevantes”, lembra. Interessado em tecnologia, principalmente aplicada ao universo jurídico, resolveu digitalizar o escritório onde é sócio utilizando o aplicativo Evernote.  O case deu certo e inspirou a criação de ferramentas próprias.

Derek Oedenkoven, CEO da Tikal e que trabalhou 17 anos em diversas áreas de negócios no Grupo Abril, ajudou a desenhar uma empresa que usa tecnologia, algoritmos e inteligência artificial para criar soluções para o mercado jurídico e públicos ainda não atendidos. “Nossos produtos são orientados por uma base muito sólida e clara: a experiência de uso deve ser muito simples ao mesmo tempo em que as ferramentas resolvem problemas complexos”, conta Derek.

Além do ELI, a Tikal Tech opera hoje com três plataformas.

SeuProcesso: sistema em que cidadãos e pequenas empresas podem identificar, acompanhar e esclarecer dúvidas sobre processos;

LegalNote: assistente pessoal digital que permite a concentração mobile de informações e tarefas;

Diligeiro: plataforma que liga advogados de diferentes regiões do país, facilitando a contratação de correspondentes jurídicos.