Na última edição do G-Startup, a brasileira Easy Carros ficou em primeiro lugar na competição no Brasil e em segundo lugar na grande final no Vale do Silício.

Disponível para Android, iOS e internet, a Easy Carros é uma plataforma de serviços sob demanda que conecta proprietários de carros aos melhores profissionais de serviços automotivos. Pela plataforma o usuário consegue solicitar, no local de sua preferência, serviços como lavagem ecológica, enceramento, polimento, troca de óleo e muitos outros. Fundada em janeiro de 2015, com o objetivo de gerar facilidades e disseminar a economia compartilhada, a empresa está presente em 32 cidades e 4 estados brasileiros.

Entrevistamos o Fernando Saddi, Founder and CEO at Easy Carros. Confira abaixo!

Quais eram as expectativas da Easy Carros para o G-Startup em 2016?

A nossa expectativa era poder participar de um evento com algumas das maiores personalidades do mundo mobile e aprender muito com o evento e com a competição, porém os resultados foram ainda melhores do que havíamos esperado. Fomos reconhecidos como a melhor startup do Brasil e a segunda melhor no evento global.

E como foi a experiência de ter participando do G-Startup no Brasil?

Foi incrível, pois fizemos grandes contratações para a equipe e conhecemos importantes mentores e parceiros estratégicos. Além disso, foi ótima a oportunidade de ter a nossa empresa exposta para inúmeros importantes investidores ao redor do mundo.

Como você avalia a visibilidade que a Easy Carros obteve ao participar do G-Startup?

Já se passaram vários meses desde a grade final no Vale do Silício, e até hoje encontro pessoas que comentam sobre nossa apresentação no palco principal do GMIC. Afinal, todo o ecossistema de empreendedorismo do Brasil e América Latina estava presente, e sair como o ganhador nos deu grande visibilidade e repercussão na mídia. Se você quer construir uma empresa com potencial global, esse é um evento que você tem que fazer parte.

Qual foi o maior benefício em participar do G-Stastup?

Foi a oportunidade de criar relacionamento com mentores, investidores e parceiros. Esses contatos renderam frutos relevantes para a Easy Carros, dando não só mais visibilidade como um carimbo de confiança para a empresa.

Sobre a grande final no  Vale do Silício.  O que você mais gostou na sua trip?

A experiência de visitar o Vale do Silício com a equipe do G-Startup foi incrível. Para começar, conheci empreendedores do mundo todo que são pessoas muito capazes e que estavam passando pelo mesmo momento em suas empresas.

Essa oportunidade me proporcionou um senso de conforto e empatia muito grande. Além disso, o fato de termos conhecido o campus de algumas das maiores empresas de tecnologia do mundo, ter tido acesso aos líderes dentro destas empresas e ter a exposição ao fazer o pitch para fundos como Sequoia Capital e o próprio Tim Draper, resumiram uma oportunidade única.

Durante a final, quem você conheceu por lá? Existe algum investidor que você mantém contato?

Mantenho contato especialmente com os investidores da final no Brasil, muitos dos quais desenvolvi um relacionamento muito próximo, especialmente Kaszek e eBricks. Em relação aos do Estados Unidos, mantenho contato com alguns, mas o momento de empresa e local de investimento deles não se adequam ao nosso momento hoje.

O G-startup abriu alguma possibilidade de negócios para a Easy carros?

Grandes empresas do setor automotivo vieram conversar conosco após a premiação, com isso, muitas parcerias surgiram e evoluíram bastante após o evento.

Além do valor em dinheiro, quais foram os outros benefícios que você considera importantes na competição?

Network e conhecimento.

Alguma dica para as Startups brasileiras?

São poucas as competições existentes no Brasil que te dão a oportunidade de exposição global e unem investidores tão renomados quanto o G-Startup. Se você quer construir uma empresa com potencial global, esse é um evento que você tem que fazer parte.

Você acredita que podemos ter uma campeã brasileira no Vale do Silício neste ano?

No ano passado batemos na trave, sendo eleitos a segunda melhor startup do mundo. As empresas no Brasil vêm se desenvolvendo cada vez mais e o ecossistema está amadurecendo, portanto, com certeza temos chances claras de termos uma campeã este ano. Além de tudo, o brasileiro não desiste nunca 😉

O Startupi é o parceiro oficial de cobertura do G-STARTUP e acompanhará todos os detalhes do evento. As inscrições para o G-Startup em São Paulo já estão abertas e podem ser feitas aqui.