* Por Ivanir França

Se para você user onboarding é como caviar para o Zeca Pagodinho: nunca viu, nem comeu, apenas ouviu falar. Bom na verdade user onboarding não é de comer e se você não está familiarizado com o termo, provavelmente está perdendo muitos clientes, simplesmente por eles não terem ideia do que fazer no seu produto.

Isso acontece no trial, no plano grátis ou mesmo na versão PRO. Independente de onde seu usuário está, se você não o guia; não entrega uma boa experiência nos primeiros três minutos de interação dele com a plataforma, ele tem 60% de chance te abandonar e não voltar mais.

“O primeiro valor percebido pelo cliente deve ser o que chamamos de pequena vitória rápida. Não pode ser muito extensa ou o usuário pode abandonar a ferramenta. Precisa ser algo rápido, que entregue valor”, explica Ivan Biava, CEO da CONPASS, especialista em user onboarding e um dos palestrantes do Superlógica Xperience.  Para ele, a batalha do século XXI será a experiência do usuário. “Quem entregar a melhor experiência sairá vencedor”, crava Biava.

A entrega de experiências incríveis para usuários em software é uma realidade e uma preocupação de empresas como o Google e o DropBox, por exemplo. Ambas as empresas têm em suas plataformas modelos de user onboarding que facilitam a navegação e o entendimento delas como um todo para qualquer usuário.

Biava aponta um crescimento médio de 50% entre as empresas que utilizam o sistema da CONPASS. Um dos cases mais impactantes da empresa é a Loja Integrada, que obteve uma redução de 38% em as chamadas no suporte, em apenas três meses usando o user onboarding.

De acordo com ele, estes números refletem a percepção de entrega de valor aos usuários e o entendimento dos benefícios em um software. “Algumas empresas costumam achar que o usuário poderia obter mais do sistema quando, na verdade, temos de ter como foco de três a cinco benefícios matadores na aplicação”, defende.

Para Biava, quando não há um bom user onboarding, é natural ao usuário sair clicando em todos os lugares o que consequentemente não se configura em uma ação, em um aprendizado na plataforma.
Para entender melhor como guiar seus usuários ao sucesso em seu software, ouça a entrevista de Ivan Biava à Superlógica Xperience:


Ivanir França é Jornalista, Roteirista, Cineasta e atual Gerente de Conteúdo da Conpass. Pós-graduado em cinema e mestrando em Literatura.