Como a Prefeitura de São Paulo gasta os recursos públicos? Há desperdício de dinheiro? É possível criar alguma plataforma tecnológica de controle de gastos que a população possa acompanhar? Este é o desafio proposto no Hack In Sampa, a maratona hacker organizada pela empresa Horizon Four e pela Incubadora de Projetos Cidade Viva, iniciativa do vereador Police Neto. 

Nos dias 3 e 4 de junho, sábado e domingo próximos, onze equipes pré-selecionadas passarão 33 horas ininterruptas dentro do plenário da Câmara Municipal de São Paulo criando aplicativos de combate à corrupção utilizando os dados públicos do município. O plenário se transformará em um verdadeiro acampamento, nos mesmos moldes do Campus Party, com direito a alimentação, colchonetes e barracas para quem tiver fome ou quiser tirar um cochilo durante a madrugada.

“Temos milhares de jovens talentos com grande potencial intelectual para desenvolver as mais modernas ferramentas para auxiliar a cidade na prevenção à corrupção. A ideia do Hack In Sampa surgiu com este objetivo”, diz o vereador Police Neto, apoiador da iniciativa por meio da incubadora Cidade Viva. “Esperamos que, futuramente, estas plataformas criadas pelos hackers sejam utilizadas para um controle mais rígido dos gastos e das contratações públicas”, completa.

O aplicativo Operação Serenata de Amor  é um bom exemplo de como desenvolver ferramentas úteis à sociedade. A plataforma analisa todas as prestações de contas dos deputados federais e aponta supostos gastos suspeitos dos parlamentares.

Jessica Temporal, uma das fundadoras do aplicativo, falou sobre a criação da ferramenta durante a reunião de apresentação do Hack In Sampa para desenvolvedores, realizada na sede da IBM no dia 18 de maio. O Serenata do Amor criou o Twitter da Rosie, a robô que analisa o gasto dos parlamentares. “São aplicativos como este que esperamos que os desenvolvedores criem”, diz Police Neto.

Premiação

As três equipes mais bem colocadas no final do evento Hack In Sampa ganham R$ 1.000 e mais um mês de incubação para finalizar o projeto, que deverá ser entregue até o dia 6 de julho. Só após a apresentação final do projeto é que os vencedores serão escolhidos. O time que ficar em 1º lugar ganha prêmio de R$ 10.000. A equipe do 2º lugar recebe R$ 2.500 e a equipe em 3º ganha R$ R$ 1.000.

Para saber mais sobre o evento, acesse a Agenda de Eventos Startupi.