Em uma área tipicamente masculina, as mulheres buscam cada vez mais se firmar e mostrar sua importância para o mercado de engenharia. Pensando nisso, o International Telecommunication Union – ITU organização ligada à ONU que regulamenta as telecomunicações internacionais, criou o Dia Internacional das Mulheres em TIC.

O “Girls in ICT Day”, que acontece esse ano no dia 27 de abril, é a oportunidade para as mulheres vivenciarem a tecnologia como um novo caminho, defender os interesses e oportunidades e incentivá-las a escolher uma carreira profissional neste setor. Até hoje, mais de 240.000 meninas e mulheres participaram de mais de 7.200 celebrações do Dia Internacional das Mulheres em TIC em 160 países.

O Inatel, que desde 2012 celebra essa data, comemorará esse ano em parceria com MCode, uma comunidade criada em Santa Rita do Sapucaí, que conta com a participação de alunas do Instituto e tem como objetivo dar ferramentas e incentivar a participação de mulheres na área de tecnologia e desenvolvimento, além de promover a integração entre as profissionais da área na cidade com outras Brasil e mundo a fora.

O primeiro evento em comemoração ao dia será uma roda de conversa com mulheres que já atuam na área e possuem muita experiência. Professoras, desenvolvedoras e especialistas em relação internacional estarão batendo um papo com alunas e interessadas na área de TIC. A roda de conversa acontece no dia 25 de abril, no laboratório de Ideação. As inscrições podem ser feitas até dia 24 na página da comunidade no Facebook.

Outra atividade será realizada dia 27 de abril. O Observatório de Empreendedores terá o tema ligado à semana com especialista falando sobre a presença da mulher na área de TIC. Já no dia 28, a atividade será específica às alunas do projeto social do Inatel, [email protected] e alunas da Escola Técnica de Eletrônica Francisco Moreira da Costa – ETE FMC. Na ocasião as alunas irão realizar um tour pelo Inatel para conhecer as áreas de tecnologia e saber como é o dia a dia da mulher em TIC.

 Mulheres no Inatel

A presença das mulheres nos cursos oferecidos pelo Inatel também tem crescido significativamente. Hoje o Instituto conta com 372 alunas que representam 23,8% do total de estudantes de graduação e são maioria no curso de Engenharia Biomédica. As mulheres também representam 23,3% do total de alunos do mestrado e 12,5% dos matriculados em pós-graduação.  O Inatel oferece sete cursos de graduação (Engenharia Biomédica, Engenharia de Controle e Automação, Engenharia da Computação, Engenharia de Telecomunicações, Curso Superior em Tecnologia em Automação Industrial e Curso Superior em Tecnologia em Gestão de Telecomunicações), além de pós-graduação lato sensu e Mestrado em Telecomunicações.

Uma curiosidade

Você sabia que o primeiro programador da história foi uma mulher, Ada Lovelace, e que o seu nome é usado num prêmio para mulheres em informática e, também, como nome de uma linguagem de programação? Com o seu talento, Ada aplicou imaginação poética à ciência e teve um papel fundamental no início da era digital.