A Vox Capital, primeira empresa de investimentos de impacto positivo no Brasil, que investe em negócios que são agentes de transformação social, anunciou um aporte de R$4 milhões na startup carioca de educação e tecnologia Aondê Educacional. Segundo informações, o investimento é resultado de negociações de mais de dezoito meses e a Vox escolheu a startup porque acredita na proposta e no sucesso da empresa

O investimento é  o primeiro do Fundo II da Vox e tem como objetivo acelerar a tração e o desenvolvimento da Conecturma, metodologia de aprendizagem de língua portuguesa, matemática e habilidades sócio-emocionais que combina vários elementos, como livros didáticos, plataforma digital adaptativa e gamificada, desenhos animados, músicas e fantoches direcionada a alunos da educação infantil e dos anos iniciais do ensino fundamental.

Todos os membros da equipe têm vasta experiência em suas áreas, com prêmios e reconhecimentos no Brasil e no mundo. Com a sua equipe, antes da criação da Aondê, o CEO da startup liderou a criação e implementação de projetos inovadores da Secretaria Municipal do Rio de Janeiro entre 2009 e 2013, como a Educopédia, o GENTE, o Pé de Vento e o Rioeduca.

Ao todo 7 redes de ensino e 35 escolas já utilizaram a metodologia da startup e 150 professores e 4 mil alunos foram contemplados com a tecnologia e a empresa espera chegar a 190 mil estudantes em 5 anos. Nas escolas de Viamão (RS), por exemplo, uma pesquisa apontou o aumento da aprendizagem foi de 50% e 60% em língua portuguesa e matemática, respectivamente, de acordo com dados da Secretaria Municipal de Educação para 2016. No mesmo município, o índice de aprovação saltou de 90% para 92% em 2015. O Ideb foi de 4,2, em 2013, para 5,6 em 2015, superando a meta projetada para 2017, de 5,4, de acordo com dados da Secretaria Municipal.