*Por Daniel Dahia

A Y Combinator é a mais prestigiada aceleradora de startups do mundo. Fundada por Paul Graham (já falamos aqui sobre ele), a empresa foi a responsável por acelerar gigantes como Dropbox e Airbnb.

O processo de seleção é tão competitivo quanto entrar numa faculdade de medicina. Milhares de fundadores se escrevem todo ano, mas só algumas dezenas são escolhidos.

O modelo é parecido com o da brasileira Aceleratech. As startups escolhidas passam alguns meses desenvolvendo o produto, recebendo mentorias e aprendendo sobre esse mundo, se conectando com os maiores empreendedores do Vale do Silício.

Semana passada, 57 startups se formaram e apresentaram para investidores no Demo Day. O TechCrunch fez uma seleção com as mais interessantes. Aqui são as cinco startups que mais se destacaram nesse batch:

Cowlar – Fitbit para vacas.

Uma ideia que funcionaria bem no Brasil. A Cowlar faz uma espécie de colar que mede temperatura e atividade das vacas e apresenta essas informações para fazendeiros. Ela pode até identificar se uma vaca está doente ou grávida. O colar custa $69 e tem uma mensalidade de $3. O aparelho ainda é abastecido com energia solar.

 Voodo – Amazon Web Services para impressão 3D

A Voodo criou uma fábrica robótica para impressão em 3D. Quem deseja imprimir um objeto contrata a empresa e recebe sob demanda. A empresa já tem clientes como Nike, Microsoft e Verizon, e já atingiu 333 mil dólares em receita.

Cambridge Bio Augmentation System – membros robóticos

Tem coisas que eu só acredito vendo. A CBAS quer transformar o corpo humano em USB. A empresa desenvolveu um chip que, conectado a qualquer membro biônico (de quem perdeu algum membro), permite o controle dele pelo usuário. O paciente assume controle de sua prótese.

 

Neema – algo como Original/Neon/Nubank

Os americanos tem um grande problema: o sistema bancário deles ainda não é muito desenvolvido. É difícil transferir dinheiro de uma conta para a outra, por exemplo.

O Neema quer ser o banco para quem não tem banco ainda, ou quem busca uma solução mais dinâmica. Eles desenvolveram um app extremamente intuitivo que permite controlar uma conta corrente, enviar dinheiro para outros usuários. A startup vem de Israel e está entrando no mercado americano agora.

Effective Altruism – encontrando as melhores caridades

Encontrar uma instituição de caridade – e se certificar de que ela está usando o dinheiro de forma correta – é uma tarefa difícil, principalmente se você já não um conhecimento ou recomendação. A Effective Altruism é uma startup que mira em resolver esse problema. Você escolha a causa que deseja doar, e eles organizam a doação para você.  A startup garante 400 vezes mais efetividade nas doações.

Você pode ver duas listas completas das 15 melhores startups selecionadas pelo TechCrunch nessas listas (1 e 2).


Daniel Dahia acredita que a tecnologia é a principal forma de moldar o Universo. Estudante e cofundador do Spotshopp, startup de varejo que conecta lojas e clientes durante o momento da compra. Escreve sobre tecnologia e empreendedorismo desde pequeno e atualmente é colaborador do MacMagazine e Startupi.