Com menos de dois anos de atuação no Brasil, a startup norte-americana Cambly já tem motivos para comemorar: dobrou o número de usuários no País e acaba de receber aporte de R$1 milhão do fundo de investimento Monashees, que investe em empresas como 99 e PetLove.

“Nosso objetivo é quadruplicar o número de alunos no próximo ano e por isso precisamos de um parceiro local de peso como a Monashees”, explica a Country Manager Brasil, Carolina Zarur, que foi contratada no final de 2016 para dar início à operação brasileira da startup.

“O que mais chamou nossa atenção foi como o time da Cambly conseguiu usar tecnologia para criar um produto que se adapta à rotina do aluno, sem abrir mão de qualidade. A flexibilidade dos planos permite que a dinâmica de aprendizado se torne mais simples e o aprendizado seja contínuo”, afirma Caio Bolognesi, Principal da Monashees.

O fundo de investimento passa a fazer parte do grupo de investidores da Cambly, que inclui também Y Combinator – a maior aceleradora de empresas do mundo, por onde passaram Airbnb e Dropbox, por exemplo – e Google Ventures – um dos investidores do Uber, entre outros.

“Somos uma startup de tecnologia e conseguimos mostrar ao mercado global e local o valor do nosso produto, por isso contamos com o investimento de importantes fundos. Queremos agora mostrar a cada vez mais pessoas a qualidade do nosso serviço, seja na entrega das aulas ou no atendimento ao consumidor”, completa Carolina.

“Por sermos uma empresa de tecnologia conseguimos escalar nosso negócio globalmente e mostrar ao mercado global e ao local o valor do nosso produto. Por isso, contamos com o investimento de importantes fundos tanto do Vale do Silício quanto de nossos principais mercados, como o Brasil”. completa Carolina.

Só em janeiro de 2017, o Cambly registrou 40 mil minutos de aulas pagas no Brasil e um aumento de 40% no faturamento local em relação ao mês anterior. “Janeiro é conhecido como um mês difícil no Brasil, mas para nós trouxe excelentes resultados. Acreditamos que neste momento econômico que o País vive é preciso colaborar para que as pessoas estejam mais capacitadas para o mercado de trabalho e o domínio do inglês é importantíssimo”, diz a executiva.

O Cambly possui professores de diferentes nacionalidades, tais como americanos, canadenses, britânicos e australianos, disponíveis 24 horas por dia para dar aulas por videochamadas. Os usuários da startup podem construir um currículo de estudos totalmente customizado de acordo com as suas necessidades específicas e escolher quanto tempo querem que cada aula tenha e quantas vezes por semana querem ter aulas. As aulas podem ser de 15, 30, 60 ou 120 minutos e acontecer 1, 3, 5 ou 7 dias por semana na hora, local e dispositivo de sua preferência.

Além do Brasil, a empresa tem forte presença no Oriente Médio e leste da Ásia. Os planos de expansão global continuam e recentemente foram abertas as operações na China e na Turquia.