* Por Anjos do Brasil

Criar uma startup demanda muita dedicação do empreendedor e é preciso passar por várias etapas de desenvolvimento antes de buscar um investidor-anjo. Por isso, em primeiro lugar, é necessário compreender quais são os estágios pelo qual uma empresa nascente passa para depois analisar qual o momento adequado para buscar investimento.

Vamos lá! A fase inicial é momento em que a startup deixa de ser apenas uma ideia e se torna realmente um projeto. Nessa etapa, o empreendedor já deve ter o conhecimento básico sobre mercado onde irá atuar. Algumas dessas noções englobam, por exemplo, qual o diferencial do seu produto/serviço no mercado e qual a solução que ele traz.
Em seguida, há a fase intermediária, em que o empreendedor irá modelar o negócio. Ele fará um planejamento de como será o crescimento da empresa, qual o aporte necessário obter para alcançar determinado objetivo e estabelecimento de uma estratégia de mercado de curto prazo.

Com isso, passamos para a etapa chamada de Operação. Esse é o momento da “mão na massa”! Quando os planos já foram colocados em prática, ou seja, quando há um protótipo sendo testado no mercado. Com ele, será possível entender quais mudanças serão necessárias, os desafios que devem ser superados e o que já está dando certo. É também nesse ponto do desenvolvimento que será formado o time da empresa.

É nesse momento que fazemos uma pausa! Isso porquê, em grande parte dos casos, esta é a melhor etapa para procurar um investidor-anjo.

Mas há um ponto em que o empreendedor precisa prestar atenção: não adianta procurar investimento se a startup está precisando de capital imediatamente porque isso leva tempo, podendo chegar a meses de conversas para enfim, fechar o negócio entre o investidor-anjo e o empreendedor.

Isso acontece porque é preciso estabelecer uma relação de confiança entre investidor e empreendedor, há também motivos mais técnicos que demandam tempo, como o processo de Due Diligence (uma avaliação para verificar a situação da startup antes de assinar o contrato).

Dessa forma, podemos até considerar a etapa da Operação como a mais adequada para procurar o investimento-anjo, desde que fatores específicos de cada empresa sejam considerados e, principalmente, a questão do tempo.
Quer entender mais sobre o ecossistema sobre investimento anjo no país? Não deixe de acompanhar a Anjos do Brasil aqui no Startupi e no blog! Toda semana postamos um conteúdo novo que pode te ajudar.

Nós também estamos nas redes sociais! Nos siga no Facebook e no Twitter: @AnjosdoBrasil.