Voltada a ser uma empresa em constante inovação e desenvolvimento tecnológico, a John Deere faz duas importantes inaugurações nesta semana no Brasil: inaugura o Centro de Agricultura de Precisão e Inovação, em Campinas (SP), e a expansão da fábrica de colhedoras de cana-de-açúcar e pulverizadores, em Catalão (GO).

Como explica Paulo Herrmann, presidente da John Deere Brasil e vice-presidente de Marketing e Vendas para a América Latina, as inaugurações demonstram uma estratégia de negócios de longo prazo da companhia para o País, que acontece por meio de novas linhas de produção, inovações tecnológicas, desenvolvimento de softwares e aumento constante da rede de concessionários. Ao todo, são mais de US$550 milhões investidos pela empresa nesta melhoria contínua em menos de uma década.

“Com uma população global crescente, temos o desafio de garantir uma produção sustentável de alimentos, além de prover infraestrutura e fontes renováveis de energia. Isso só vai ser possível pela adoção da tecnologia nos processos produtivos. A realização desses investimentos pela John Deere demonstra a visão de futuro da companhia e coloca o Brasil em posição de destaque no cenário internacional”, diz Herrmann.

Tecnologia e inovação

O novo Centro de Agricultura de Precisão e Inovação será localizado no complexo já formado pelo Centro de Distribuição de Peças e pelo Centro de Treinamento, em Campinas. E reunirá as iniciativas do Centro Latino-Americano de Tecnologia e Inovação (LATIC), do Grupo de Soluções Inteligentes (ISG) e também as atividades da Auteq, empresa de softwares de bordo e gerenciamento de frota adquirida pela John Deere em 2014.

Para Alex Foessel, diretor do LATIC, “a agricultura tropical tem peculiaridades que demandam soluções específicas para a região, principalmente quando falamos em agricultura de precisão, conectividade e gestão. Três áreas de tecnologia atuando de maneira integrada resultará em pacotes de soluções tecnológicas cada vez mais eficientes para nossos clientes”.

Em todo o mundo, a John Deere investe cerca de US$4 milhões em pesquisa e desenvolvimento.

 Ampliação

Já a ampliação da fábrica de colhedoras de cana e pulverizadores, inicia uma nova era para a unidade de Catalão. Renovado, o parque industrial ganhou mais automatização, de forma a atender a crescente necessidade de produtos e serviços de agricultura de precisão. As obras começaram em 2014 e foram investidos 40 milhões de dólares.
A nova extensão da fábrica possibilita aumento da produção e deve estimular a exportação dos produtos fabricados na unidade para os principais mercados globais. Ao todo, houve aumento de 60% da área coberta da fábrica, de 30 mil m² para 48 mil m², além da implantação de novo sistema de pintura.

Em 2012, a empresa investiu na nacionalização de pulverizadores. Dois anos depois, a empresa anunciou investimentos para ampliação da unidade, concluídos agora.

Estratégia traçada

Nos últimos dez anos os investimentos da John Deere estão mais de US$550 milhões, atingindo todas as divisões em que a companhia atua. Eles são voltados para os desafios de contribuir para a produção de alimentos e fibras, bem como o avanço da infraestrutura e fontes de energia.