PUBLIEDITORIAL

As Maiores Empresas do Varejo e E-Commerce no Brasil movimentaram mais de R$400 bilhões no ano de 2015, e o valor médio dos pedidos foram de aproximadamente R$400,00 o que colocou o Brasil na 4ª. posição do ranking mundial do E-Commerce. O Varejo Brasileiro em 2016 teve um encolhimento como os mais diversos setores da economia,  mas os números começam a mostrar sinais de melhorias neste primeiro trimestre, e as previsões de crescimento no E-Commerce também são muito positivos, com um crescimento previsto até 15% para este ano, tendo em vista que em 2016 o E-Commerce movimentou mais de R$50 bilhões, nas transações virtuais no ano passado, sendo que a última “blackfriday” foi um grande sucesso.

As empresas do Varejo e E-Commerce encontram inúmeros desafios e barreiras para o seu crescimento no mercado, mas também uma série de oportunidades diante deste cenário de reorganização da economia e do mercado Brasileiro. O mercado de consumo movimenta mais de R$400 bilhões por ano, e este é o momento propício para construir novas estratégicas e táticas tanto paras as Lojas Físicas quanto para as Virtuais.

Quem ainda não possui uma plataforma Virtual de E-Commerce deve seriamente pensar em uma, e quem já tem buscar novas oportunidades na otimização dos canais de distribuição e pontos de contato com os clientes através do Omni-Channel. É hora de pensar em estar à frente e buscar alternativas para a inovação através das tecnologias disponíveis no mercado quer seja no ambiente em torno da jornada e experiência do cliente, ou no uso destas novas tecnologias que estão sendo introduzidas no mercado como o marketing digital através de CRM, BigData, Data Analytics, Inteligência Artificial-AI e também de IoT (Internet of Things) e também da Logística, que vem realizando testes de entregas via Drones.

O potencial deste mercado também está no uso da sua maior riqueza que são os dados dos clientes, através da captação dos mesmos e a utilização de ferramentas de BI, AI e Personalização, que podem ajudar nas modalidades personalização para ações de up-selling e cross-selling, com o objetivo de fidelizar e aumentar o ticket médio de suas vendas.

As maiores demandas do comércio estão na sua sazonalidade, dentro das datas comemorativas anuais, tais como: Páscoa, Dias das Mães, Namorados, Pais, Crianças, BlackFriday e por fim as Festas de Fim de Ano.

O número de pedidos no comércio eletrônico aumenta ano a ano, em 2015 foi de aproximadamente 106 milhões. O ticket médio anual gasto pelos consumidores virtuais no Brasil está entre os maiores do mundo e o Brasil ocupava a 4ª posição em 2015.

As oportunidades para estas empresas além de estarem na inovação também se destacam na criação de novos produtos e/ou serviços, expansão do território de atuação através da implementação de uma nova fábrica, escritórios ou aquisição de uma empresa de menor porte e que tenha sinergia com o negócio.

A reestruturação do processo do negócio é também importante para as empresas do Varejo e E-Commerce assim como o aproveitamento do conhecimento e experiência do seu quadro de colaboradores.

De acordo com a Pesquisa a 19ª pesquisa Global com CEOs a transformação digital, tecnologia, inovação, talento e o monitoramentos das redes sociais são instrumentos valiosos de engajamento para o varejo.

A MSI Marketing através do seu Banco de Dados, identificou mais de mil empresas do Varejo e E-Commerce que juntas faturam mais de R$1,8 bilhão e empregam mais de 200 mil colaboradores.

As empresas do Banco de Dados estão em diversos segmentos do ecossistema do Varejo e E-Commerce nos quais se destacam: Supermercados, Alimentos, Automóveis, Cerealistas, Drogarias, Perfumarias, Roupas, Lojas de Departamentos, dentre outros.

Na seleção das empresas foram consideradas os seguintes veículos e rankings do mercado: Revista de Distribuição, Sociedade Brasileira do Varejo e Consumo(SBVC), Ranking do IBEVAR-Instituto Brasileiro Executivos do Varejo, Ranking das Maiores Empresas do E-Commerce, dados do mercado de Varejo publicados pela Nielsen e pelo Webshoppers.

DB_Master Top Varejo é o resultado de um trabalho da área de Inteligência de Mercado da MSI Marketing que através do seu banco de dados, DB_Master, mapeou as empresas que estão em crescimento no mercado brasileiro e que tendem a se tornar maiores, quer seja pelo seu crescimento orgânico ou também através de fusões e aquisições de empresas menores que atuam no mesmo segmento de forma a aumentar a carteira de clientes e ampliação das regiões de atuação. O Banco de Dados considera as variáveis firmográficas das empresas de acordo com a figura abaixo:

O Banco e Dados é composto pelas maiores empresas deste segmento, bem como seu faturamento e seu posicionamento no mercado. Foram selecionadas aproximadamente 1.000 empresas dos mais diferentes segmentos do eco sistema do  varejo do mercado e regiões do País.

Dentre as informações das empresas destacam-se: Dados da empresa (CNPJ, razão social, endereço completo, telefone, website, segmento, grupos, ano de fundação, origem do capital), executivos das principais áreas e indicadores de porte da empresa por faixa de faturamento e funcionários.

Para mais informações sobre o mercado do varejo e e-commerce, clique aqui.