*Por Conrado Carneiro

Já imaginou que legal entrar em um estabelecimento e receber promoções personalizadas? Informações de acordo com os seus interesses e localização? Hoje isso já é realidade graças a tecnologia conhecida como iBeacon.

Tecnologia idealizada pela Apple Inc. (iBeacon technology), Beacons são dispositivos de geolocalização para ambientes fechados, ou seja, é um sistema de proximidade. Sendo assim, o Beacon permite que objetos como smartphones sejam localizados com uma alta precisão dentro de estabelecimentos.

iBeacon – Tudo que você precisa saber

E como os Beacons funcionam?

O Beacon é um pequeno dispositivo que utiliza uma tecnologia chamada Bluetooth Low Energy (BLE), que emite um sinal intermitente de ondas de rádio que consegue localizar seu smartphone em um determinado raio.

O BLE tem a vantagem de consumir menos energia do dispositivo que o Bluetooth comum. Além disso, como as ondas emitidas são de rádio, o alcance e a penetração nas estruturas, como concreto, é bem maior.

Assim o Beacon funciona como emissor de sinais, e o smartphone como receptor. O receptor, por sua vez, pode apenas guardar a informação que a conexão ocorreu, ou pode iniciar alguma ação no dispositivo do usuário. Essas ações podem ser simples, como enviar notificações de promoções, ou mais complexas, como fazer check-in em redes sociais.

Mas para que isso ocorra, o Beacon não consegue trabalhar sozinho. É necessário que o usuário do smartphone tenha realizado o download de um aplicativo do estabelecimento e que o bluetooth esteja ligado.

Atendido os requisitos, o Beacon transmite a localização para o aplicativo, que verifica se há alguma ação pré-determinada para sua localidade. Se houver, o usuário receberá um alerta com uma promoção, um cupom de desconto, entre várias outras ações que melhorariam a sua experiência no estabelecimento.

Por exemplo, você entra em um restaurante e senta-se em uma das mesas. O Beacon consegue identificar o local que você está e lhe envia um cardápio através de um aplicativo. Assim você conseguiria fazer seu pedido diretamente pelo aplicativo, seja de uma refeição ou de alguma bebida, sem precisar chamar o garçom. E não para por aí, também seria possível efetuar o pagamento da sua conta diretamente pelo aplicativo com o intermédio do Beacon.

Pense nas possibilidades que podem ser criadas de interação com seu público através da utilização desses pequenos aparelhos, e como seria fortalecida a relação entre cliente e marca!

Confira a seguir uma lista de utilidades inusitadas dos Beacons:

1 – Beacon na Indústria do varejo:

Interagir com os clientes dentro da loja.

Muito popular nas lojas de varejo nos Estados Unidos, os iBeacons são utilizados para aumentar a interação entre os clientes e os produtos expostos na loja. O objetivo é identificar em qual departamento da loja o cliente está e com essa informação é possível enviar notificações customizadas para o celular do cliente.

Recentemente o Walmart atualizou seu aplicativo, adicionando o recursos de iBeacon. Com esse novo recurso e iBeacons estrategicamente espalhados pelas lojas, é possível identificar qual setor da loja o visitante ficou mais tempo e mostrar promoções baseados nesses interesses.

2 – Indústria hoteleira:

Oferecer jornais em formato digital aos clientes do hotel no momento do café ou em uma situação oportuna.

3 – Atrações turísticas:

Muito comum em museus e exposições, os beacons podem utilizados para fornecer informações, proporcionando uma nova experiência ao visitante. Além disso, os beacons podem auxiliar pessoas com acessibilidade, não sendo necessário por exemplo, tirar fotos de QRCode para obter informações das obras de arte expostas.

4 – Beacon Educação:

Recentemente, uma universidade no sul do País implementou um sistema de frequência de alunos utilizando Beacons.

A solução, inovadora, proporcionou uma nova experiência aos alunos e professores. Com um aplicativo que disponibiliza  notas e disciplinas  é possível identificar em qual sala o aluno está e o tempo que ficou. O projeto, piloto, foi utilizado apenas para as turmas de ciência da computação mas já há indícios de que será adotado por toda universidade.

5 – Indústria hospitalar:

O beacon tem apresentado diversas soluções para o ambiente hospitalar, mas o que mais tem se destacado é a substituição da tradicional prancheta com o prontuário do paciente. O Hospital Universitário de Lausanne, na Suíça foi o pioneiro.

As informações de cada paciente e o prontuário são atribuídas a um beacon, dessa forma cada quarto do hospital possui um beacon.

Durante o dia, os médicos e enfermeiros ao fazerem a visita de rotina, utilizando-se de um aplicativo recebem de forma rápida e eficiente o prontuário de cada paciente. Dessa forma, conseguem saber quais remédio devem ser aplicados e quais procedimentos devem ser feitos.

6 – Indústria do entretenimento:

Ao passar por um cinema, os clientes poderiam receber informações sobre os filmes que estão em cartaz;

Em boates, os frequentadores poderiam receber a programação do dia ao passarem em frente o estabelecimento, ou até mesmo receber promoções do bar quando estiverem no evento.

7 – Turismo:

Em uma estação de trem, os passageiros poderiam receber informações sobre todos os atrasos, locais de embarque e estações relacionadas a uma linha específica; O conceito de smart cities não é novo, porém tem sido popularmente difundido com o surgimento do iBeacon.

Diversas cidades tem aprimorado a experiência dos turistas, criando uma rede de iBeacons, posicionado em todos as atrações turísticas. Dessa forma, os visitantes recebem informações em tempo real relacionado ao local em que estão.

8 – Business:

Melhorar o Networking em conferências e outros eventos ao proporcionar informações sobre as atividades a serem realizadas;
É a nova prática para compartilhar cartões de visita e tem se popularizado em eventos de empreendedorismo e tecnologia.

9 – Setor imobiliário:

Promover um apartamento ou casa que está livre para ser alugado ou comprado;

Imagine como seria uma nova experiência ao procurar por imóveis para alugar e ser alertado por um aplicativo quando estivesse próximo de algum.
Pois isso é possível. Mapear imóveis disponíveis para locação é o que está sendo feito por diversas imobiliárias em alguns países na Europa.

Proporcionar nova experiência, tem sido a solução para fugir do modo tradicional e entediante de buscar um novo imóvel.

10 – Uso pessoal:

Quantas vezes você já esqueceu em qual lugar da sua casa você deixou suas chaves? Pois esse problema acabou!
Com um iBeacon preso a suas chaves é possível localiza-las facilmente. O aplicativo mostra a distância em que o iBeacon está do seu celular.

11 – Pessoas com deficiência:

Utilizando-se de iBeacons estrategicamente espalhados é possível orientar uma pessoa a se locomover indicando a direção correta. Diversas são as soluções indoor que podem proporcionadas com a utilização de uma rede de beacons estrategicamente posicionados.

[ATUALIZADO] BÔNUS – BEACON USADO EM CASAMENTO

Recentemente um caso de beacon tomou grande repercussão. Um desenvolvedor criou um aplicativo para sua noiva jogar o bouquet no casamento. Isso mesmo!! Um bouquet virtual, sendo “jogado” por um aplicativo!!!

Fantástico não?

E não para por ai, Mauricio Meirelles, o criador do aplicativo disponibilizou o código gratuitamente e ainda fez um post no Medium contando toda a história. Quer saber mais? Confira: I developed an app for my wedding (Eu desenvolvi um app para o meu casamento)

Portanto, o beacon pode ser aplicado de várias formas, inclusive no seu negócio!

Tem uma ideia de aplicação e gostaria de conversar mais a respeito?

Deixe seu comentário e entre em contato com a gente!


Mineiro, apaixonado por tecnologia, comida japonesa e fã nº1 da Apple. À frente da gestão da Usemobile, atua como diretor de negócios interagindo com clientes e criando novos produtos. Engenheiro mobile há 6 anos, com formação em ciência da computação pela Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP). Atualmente dedico ao estudo do marketing digital, para obter mais resultados nos produtos lançados pela empresa.