* Por Daniel Dahia

Vamos aos principais acontecimentos que bombaram no Vale do Silício essa semana.

Denúncias de sexismo no Uber

O grande assunto da semana foi a denúncia de uma ex-engenheira da Uber chamada Susan Flower. Em um post no seu blog, Susan descreveu em detalhes como funciona a cultura de machismo dentro da startup.

Susan teria recebido mensagens solicitando sexo de seu chefe. Ao tentar reportar para o RH, a resposta teria sido medíocre. Segundo a engenheira, eles se recusaram a tomar qualquer medida e recomendaram que mudasse de grupo. Se ficasse por lá, corria o risco de ter uma avaliação negativa de seus superiores.

Quando mudou de projeto, percebeu que colegas sofriam o mesmo tipo de assédio, muitas vezes do mesmo diretor. O que se seguiu foi um total descaso de toda a empresa, implicando até em sua expulsão de um programa em Standford.

Ontem o NY Times publicou um artigo descrevendo em detalhes e com depoimentos a péssima cultura interna da Uber. O CEO, Travis Kalanick, prometeu montar uma força tarefa para resolver o problema e um membro do conselho da empresa, a jornalista e empresária Ariana Huffington, contratou o escritório do ex-procurador geral americano para conduzir uma investigação particular sobre o assunto.

Esse tipo de denúncia é muito comum no Vale do Silício, mas até então, os sussurros ficavam por lá. Creio que esse incidente vai abrir as portas para muitas outras denúncias. Somente 10% da força de trabalho das startups de lá são do sexo feminino.

Novo fundo de investimento do rapper Jay-Z

Segundo fontes,  o rapper e empresário americano Jay-Z se juntou com seus sócios para criar um fundo de investimento de risco com o objetivo de investir em startups em estágio inicial (seed stage).

Jay-Z, assim como outras celebridades como Ashton Kutcher e Jessica Alba, é um investidor regular em startups. Investiu no Uber e criou um concorrente do Spotify chamado Tidal, vendido recentemente para a operadora americana Sprint por US$200 milhões, 10 vezes mais do que ele gastou construindo.

No caso do aplicativo de caronas, Jay-Z tentou realizar um investimento duas vezes maior, depositando sem aviso na conta de Travis Kalanick, CEO do Uber, o valor de 5 milhões de dólares. Travis devolveu o dinheiro.

Apple Campus

A Apple finalmente anunciou o nome e a data de abertura de seu novo campus. O edifício colossal chamara Apple Park e terá sua inauguração em Abril.

Mais de 12 mil funcionários vão se mudar para lá. Com 2.8 milhões de metros quadrados, o espaço conta com um auditório para 1000 pessoas chamado Steve Jobs e localidades exclusivas de pesquisa e desenvolvimento.

Abaixo, uma visualização do espaço através de um drone

Álbuns no Instagram e Story no WhatsApp

Foi uma semana importante para o Facebook.

A empresa de Menlo Park começou a disponibilizar duas novas features em seus produtos: a possibilidade de postar álbuns de fotos no Instagram e criação de mais uma cópia do My Story, dessa vez no Whatsapp. O lançamento já começou a acontecer aos poucos nos dois aplicativos. As duas novidades vieram com críticas por parte dos usuários.

Muitos simplesmente estão cansados do Facebook introduzindo o conceito de My Story em todos os seus produtos. No caso do Instagram, as críticas giram em torno de encher a rede social com fotos que ninguém quer ver. Ambas as decisões tem um objetivo: fazer com que as pessoas postem mais nos aplicativos. Quando mais gente interagindo, mais audiência e mais possibilidade de vender publicidade.

Esses foram os principais acontecimentos do Vale do Silício nessa semana. Vamos continuar nosso quadro semanal resumindo tudo que rolou por lá.


Daniel Dahia acredita que a tecnologia é a principal forma de moldar o Universo. Estudante e cofundador do Spotshopp, startup de varejo que conecta lojas e clientes durante o momento da compra. Escreve sobre tecnologia e empreendedorismo desde pequeno e atualmente é colaborador do MacMagazine e Startupi.